Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3391
Título: Domo geodésico
Autor: Pinto, Luís Filipe Gasparinho Marques, 1957-
Palavras-chave: Cúpulas geodésicas
Fuller, Richard Buckminster, 1895-1983
Data: 30-Jun-2017
Resumo: Devido à sua forma virtualmente esférica, os domos geodésicos são estruturas que se revelam altamente eficazes, do ponto de vista construtivo e do ponto de vista energético. Os domos geodésicos são eficazes do ponto de vista construtivo, dado que a forma esférica é aquela em que uma determinada superfície encerra maior volume e são eficazes do ponto de vista energético, uma vez que a forma esférica é aquela em que um determinado volume dispõe de menor superfície de encerramento. Ao longo deste artigo, veremos como o domo geodésico sempre esteve presente nas construções feitas pelo homem, desde tempos imemoriais, provavelmente devido à estabilidade estrutural que proporciona, e exemplificaremos como podemos obter domos geodésicos a partir de um poliedro regular – o icosaedro – e a partir de um poliedro semiregular – o icosaedro truncado.
Descrição: Revista arquitectura Lusíada. - ISSN 1647-9009. - N. 7 (1.º semestre 2015). - p. 45-59
URI: http://hdl.handle.net/11067/3391
ISSN: 1647-9009
Tipo de Documento: Artigo
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] RAL, n. 7 (1.º semestre 2015)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ral_7_4.pdf4,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.