Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/973
Título: Do classicismo moderno à experiência sensível : a cultura arquitectónica moderna e os fenómenos de reciprocidade das sínteses culturais entre a cultura nórdica e a cultura mediterrânica
Autor: Pereira, Alexandre Carlos Sá Guerra Marques, 1962-
Orientador: Santos, Joaquim Marcelino da Conceição dos, 1961-
Tainha, Manuel Mendes, 1922-2012
Palavras-chave: Movimento moderno (Arquitectura) - Região mediterrânica
Movimento moderno (Arquitectura) - Escandinávia
Classicismo na arquitectura
Data: 15-Jul-2014
Resumo: Com esta tese pretendemos ir no encalço de "afinidades electivas" no campo da arquitectura, que constituem registos humanísticos do diálogo entre a cultura escandinava e a cultura mediterrânica – duas culturas aparentemente muito distantes; estes registos têm quer na expressão do Objecto Arquitectónico construído, quer no plano filosófico que existe na arquitectura, mas que também existe num plano mais lato que o transcende, um verdadeiro plano civilizacional. Pretende-se saber o como, e porquê começaram estas relações, suas consequências e a sua evolução e reflexos no desenvolvimento da cultura em geral, em particular na cultura arquitectónica do Movimento Moderno, assim como avaliar as suas consequências no presente e no futuro; seja, como se constituíram como facto humanístico capaz de ainda hoje ser susceptível de criar contemporaneidade e futuro, numa civilização já definitivamente global. Estas "trocas" tiveram os seus tempos e espaços, num Mundo pré-global, que duas grandes guerras terão precariamente unido na insuficiência ética da própria guerra, num Mundo de descobertas, de invenção de outras vias, de outras maneiras de estar e de fazer; num Mundo onde as diversas culturas buscavam uma “qualquer” identidade própria, que necessitavam no plano colectivo, independentemente das questões da individualidade de autor e da obra de arte. A questão do classicismo, é central nesta tese, pois o ideário clássico, teve a sua génese a Sul e a partir do período pós-Renascimento, a produção da teoria e Prática da Arquitectura Ocidental, passa lentamente a deslocar-se cada vez mais para Norte, da França do Iluminismo, à Inglaterra do Neo-Palladiano, até aos países do Centro e Norte da Europa com o surgimento do primeiro Romantismo. Definitivamente, o julgamento de Galileu Galilei tinha imposto um desenvolvimento da Cultura Ocidental para Norte e determinada uma moderna invasão da cultura mediterrânica para Norte. O tempo histórico do Classicismo no período iluminista, que se caracteriza fundamentalmente pela continuação e transformação dos valores clássicos através do Neo-Classicismo, vem ultrapassar em definitivo, a implantação do Barroco. Classicismo que resiste no Romantismo, atravessando a segunda metade do século XIX na sua dispersão ecléctica de influências, até ao período do ressurgimento da ideia e da essência do próprio Classicismo, em paralelo com o interesse pelo vernáculo e outros revivalismos, ou pelos “Arts and Crafts” e o movimento sucedâneo o Nacional-Romantismo. Este percurso estrutura-se em direcção ao Movimento Moderno, no período entre os anos 10 e 30 do século XX nos países Escandinavos, num movimento de transição, conhecido como "Classicismo Moderno", movimento esse paralelo às primeiras vanguardas do modernismo. Entrando finalmente em pleno século XX e no Movimento Moderno, na sua heterogeneidade – em rigor um verdadeiro eclectismo - continuidade e desenvolvimento, desde os anos 20, até à segunda metade do século XX, com o estudo mais detalhado de certos autores, seus percursos e “Obras". Temos então, a Norte na primeira metade de século a arquitectura e alguns dos arquitectos da Escandinávia com "Afinidades", ou contaminações a Sul. A Sul na segunda metade do século a arquitectura e outros arquitectos da Ibéria, estes com "Afinidades", ou contaminações a Norte.
Descrição: Tese de doutoramento em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2012
Exame público realizado em 23 de Julho de 2012
URI: http://hdl.handle.net/11067/973
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
da_alexandre_pereira_tese.pdfTese13,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.