Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/6042
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCorreia, Maria Manuela Marques Faia, 1967--
dc.contributor.authorGaspar, Tânia, 1977--
dc.date.accessioned2021-10-28T18:35:22Z-
dc.date.available2021-10-28T18:35:22Z-
dc.date.issued2021-10-22-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11067/6042-
dc.descriptionTese de doutoramento em Gestão, Universidade Lusíada de Lisboa, 2020pt_PT
dc.descriptionExame público realizado em 22 de Outubro de 2021pt_PT
dc.description.abstractAs organizações de saúde do Sistema Nacional de Saúde (SNS) são complexas e estão em constante interação dinâmica com múltiplos fatores, que incluem fatores políticos, ambientais, societais, legais, organizacionais, recursos humanos, doentes e outros stakeholders. A presente investigação pretendeu estudar três organizações do SNS e através destas identificar e caracterizar os fatores das organizações de saúde e os fatores relacionados com os profissionais, e compreender a sua influência nos resultados de desempenho económico e financeiro e nos resultados relacionados com os próprios profissionais e com os doentes. O estudo foi desenvolvido em três fases e utilizou uma metodologia mista, recorrendo a métodos quantitativos e qualitativos, triangulando e integrando informação recolhida através de diversos métodos e multi-informantes. Uma primeira fase recorreu a métodos qualitativos, entrevistas a 15 especialistas na área da gestão e saúde pública. Esta fase teve como objetivo a obtenção de informação por parte dos participantes acerca dos fatores relacionados com as organizações, com os profissionais e com os doentes a incluir no estudo quantitativo, assim como, a recolha de informação sobre questões metodológicas a implementar na fase subsequente do estudo. Numa segunda fase, foi realizado um estudo quantitativo onde foram recolhidos dados através de questionários junto de diversas fontes para melhor compreender e caracterizar os fatores em estudo relacionados com as organizações, com os profissionais e com os doentes (32 administradores hospitalares e diretores clínicos, 470 profissionais de saúde e de 768 doentes). Para testar o modelo integrado de avaliação das organizações de saúde recorreu-se à path-analysis. Numa terceira fase a informação sistematizada dos resultados obtidos e o modelo compreensivo identificado foram enviados para os especialistas de modo a obter discussão da informação recolhida, com o objetivo de elaborar recomendações para a gestão das organizações de saúde e para as políticas de gestão em saúde, recorrendo ao método delphi junto de 45 especialistas na área da gestão e saúde pública. Os resultados obtidos podem ser organizados em três grupos: 1) resultados aprofundados acerca das características da cultura organizacional das organizações de saúde, da qualidade de vida dos profissionais de saúde, dos riscos psicossociais do trabalho, da gestão de desempenho, da satisfação dos profissionais, da satisfação dos doentes e dos resultados de desempenho económico e financeiro nas três organizações de saúde envolvidas; 2) modelo integrado que inclui a força e sentido das inter-relações entre inputs, processos e outcomes nas organizações de saúde; 3) construção de uma carta de consenso acerca dos fatores que influenciam os resultados e a qualidade das organizações de saúde, sugestões de melhoria da qualidade das organizações de saúde e passos para a mudança. Os resultados revelam que a Cultura Organizacional (CO) apresenta uma relação positiva com a Qualidade de Vida (QV) dos Profissionais e a Gestão do Desempenho (GD) dos Profissionais e uma relação negativa com os Riscos Psicossociais do Trabalho (RPT). Verifica-se, ainda, relação da CO com a Satisfação dos Doentes (SD), com a Satisfação dos Profissionais (SP) e resultados de desempenho económico e financeiros (RDEF). Na relação entre os Processos e os Resultados, encontram-se relações significativas entre a GD e a SP e os RPT e a SP. Ao nível dos Resultados verifica-se uma relação significativa entre os RDEF e a SD. Considera-se que o presente estudo contribui para um conhecimento mais aprofundado dos fatores que influenciam a qualidade das organizações de saúde e respetivos resultados e produz recomendações para que as organizações de saúde façam face aos atuais desafios. Foi utilizada no estudo uma perspetiva sistémica, multidimensional e integradora para caracterizar e compreender os fatores, atores e respetivas relações e influências nas organizações de saúde do SNS, ao nível político, organizacional, dos recursos humanos, dos resultados associados aos profissionais, aos doentes e de desempenho económico e financeiro. Como produto obtivemos um modelo compreensivo de diagnóstico dos fatores que influenciam os resultados nas organizações de saúde e método de avaliação integrado que permite a avaliação e monitorização regular das organizações de saúde do SNS, nomeadamente em caso de implementação das medidas de melhoria e consequentemente apoiar um processo de governance baseado na evidência. São, ainda, apresentadas e discutidas recomendações e pistas para a ação para os gestores e para a melhoria contínua e sustentável das organizações de saúde do SNS.pt_PT
dc.description.abstractNational Health System (NHS) health organizations are complex and in constant dynamic interaction with multiple factors, including political, environmental, societal, legal, organizational, human resources, patients, and other stakeholders. This research aimed to study three NHS organizations and through them identify and characterize the factors of health organizations and factors related to professionals and understand their influence on economic and financial performance results and results related to the professionals and to the patients. The study was developed in three phases and used a mixed methodology, using quantitative and qualitative methods, triangulating, and integrating information gathered through different methods and multi-informants. A first phase resorted to qualitative methods, interviews with 15 specialists in the field of management and public health. This phase aimed at obtaining information from experts about factors related to organizations, professionals, and patients to be included in the quantitative study, as well as collecting information on methodological issues to be implemented in the subsequent phase of the study. In a second phase, a quantitative study was conducted where data were collected through questionnaires from various sources to better understand and characterize the factors in study related to organizations, professionals, and patients (32 hospital administrators and clinical directors, 470 health professionals and 768 patients). To test the integrated evaluation model of health organizations, path-analysis was used. In a third phase the systematized information of the results obtained, and the comprehensive model identified were sent to the specialists to obtain a discussion of the information collected, with the objective of elaborating recommendations for the management of health organizations and health management policies, using the delphi method with 45 specialists in the area of management and public health. The results obtained can be organized in three groups: 1) in-depth results about the characteristics of the organizational culture of health organizations, quality of life of health professionals, psychosocial risks of work, performance management, professional satisfaction, patient satisfaction and economic and financial performance results in the three health organizations involved; 2) integrated model that includes the strength and sense of the interrelationships among inputs, processes and outcomes in health organizations; 3) construction of a consensus letter about factors that influence the results and quality of health organizations, suggestions for improving the quality of health organizations and road maps to the future. The results reveal that the Organizational Culture (OC) presents a positive relationship with the Professional’s Quality of Life (QL) and the Performance Management (PM) of the Professionals and a negative relationship with the Psychosocial Work Risks (PWR). There is also a relationship between the OC and Patient Satisfaction (PS), Professional Satisfaction (PfS) and economic and financial performance results (EFPR). In the relationship between Processes and Results, there are significant relationships between PM and PfS and PWR and PfS. In terms of Results, there is a significant relationship between the EFPR and PS. It is considered that this study contributes to a deeper knowledge of the factors that influence the quality of health organizations and their results and produces recommendations for health organizations to face the current challenges. A systemic, multidimensional and integrating perspective was used in the study to characterize and understand the factors, stakeholders and respective relationships and influences in NHS health organizations, at the political, organizational, human resources, results associated to professionals, patients and economic and financial performance levels. As a product we have obtained a comprehensive diagnosis model of the factors that influence the results in health organizations and an integrated evaluation method that allows the regular evaluation and monitoring of NHS health organizations, namely in case of implementation of improvement measures and consequently supporting an evidence-based governance process. Recommendations and paths for action for managers and for the continuous and sustainable improvement of NHS health organizations are also presented and discussed.pt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/pt_PT
dc.subjectInstituições de saúde - Gestãopt_PT
dc.subjectInstituições de saúde - Controlo de qualidadept_PT
dc.subjectInstituições de saúde - Gestão de pessoalpt_PT
dc.subjectInstituições de saúde - Custo-benefíciopt_PT
dc.subjectCultura organizacionalpt_PT
dc.subjectSatisfação no trabalhopt_PT
dc.subjectSatisfação dos pacientespt_PT
dc.titleGestão em saúde : determinantes organizacionais e individuais dos resultados em contexto hospitalarpt_PT
dc.typedoctoralThesispt_PT
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Sociais::Economia e Gestãopt_PT
dc.identifier.tid101638620pt_PT
thesis.degree.disciplineGestãopt_PT
Appears in Collections:[ULL-FCEE] Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dg_tania_gaspar_tese.pdfTese3,74 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons