Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/4154
Title: O rendimento mínimo garantido como direito de cidadania em Portugal : virtualidade e limites
Author: Branco, Francisco José do Nascimento, 1952-
Keywords: Rendimento mínimo garantido - Portugal
Direitos sociais - Portugal
Estado-Providência - Portugal
Cidadania - Portugal
Issue Date: 2001
Abstract: A justificação para o estudo do rendimento mínimo garantido (RMG) reside no ponto de vista de que na actualidade as políticas de RMG condensam um conjunto de questões relevantes para a cidadania social. Em primeiro lugar porque assumem uma especial significação face às particularidades do modelo meridional de welfare state e regime português de assistência social. Em segundo Jugar porque se regista uma tendência para as políticas de assistência social assumirem um carácter mais focalista (target benefits). Em terceiro lugar porque igualmente se observa uma tendência para uma reconceptualização dos direitos sociais, no sentido do estabelecimento de um novo contrato da assistência social (L0demel, 2001) em que se regista a associação das prestações assistências as designadas políticas sociais activas ou políticas de inserção.
Description: Intervenção social. - ISSN 0874-1611. - N. 23-24 (2001). - p. 303-337
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11067/4154
Document Type: Article
Appears in Collections:[ULL-ISSSL] IS, n. 23-24 (2001)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
is_23_24_2001_14.pdfTexto integral23,59 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons