Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/3821
Title: A dicotomia entre Burnout e o Engagement : estudo empírico
Author: Barbosa, Cecília Manuela Martins
Advisor: Oliveira, Maria Elizabeth Faria Real de
Keywords: Gestão
Psicologia das organizações - Comportamento organizacional
Síndrome de Burnout - Engagement
Issue Date: 2018
Abstract: Resumo: O objetivo desta investigação é distinguir o engagement do burnout, tentando perceber se existe alguma relação entre ambos e ainda qual a influência das variáveis sociodemográficas nestes dois conceitos. Os primeiros estudos eram centrados em profissionais de saúde e apoio social (médicos, psicólogos, enfermeiros e assistentes sociais). Com o passar do tempo começou a dizer-se que os professores também seria um grupo de incidência significativa. Existem profissionais que se adaptam às dificuldades que são apresentadas na sua vida profissional, tornando-se assim profissionais/trabalhadores engaged. Já os que não se conseguem adaptar a essas dificuldades podem vir a sofrer da síndrome de burnout. Optei por recorrer a métodos quantitativos para realizar esta dissertação, elaborando um inquérito por questionário organizado em três partes: a primeira diz respeito aos dados sociodemográficos, a segunda parte à avaliação do engagement, utilizando a escala Utrecht Work Engagement Scale (UWES), e a terceira e última parte é referente à avaliação do burnout, tendo sido utilizado o Maslach Burnout Inventory (MBI). Ambas as escalas utilizadas foram validadas para Língua Portuguesa. Para a análise estatística foi utilizado o software Stata 12. A amostra foi constituída por 409 pessoas de nacionalidade portuguesa, no entanto só foram considerados válidos 389 inquéritos. A amostra é constituída por 214 indivíduos do sexo femininos e 175 do sexo masculino, com idade média 34.84 anos, sendo 204 solteiros, 148 casados, 31 divorciados, 4 separados e 2 viúvos. A maioria dos trabalhadores da amostra atua no setor privado, sendo que apenas 74 indivíduos são funcionários públicos. Foram também elaboradas oito hipóteses, duas delas subdivididas em sete. Os resultados obtidos evidenciam que o burnout e o engagement se relacionam negativamente. Porém, com algumas variáveis sociodemográficas, não foram encontrados resultados estatisticamente significativos. Foi ainda possível apurar para todas elas uma correlação negativa entre burnout e o grau de satisfação com a vida, e uma correlação positiva entre o engagement e o grau de satisfação com a vida.
Abstract: This research aimed to distinguish between engagement and burnout, that is, if there is any relationship between them and the influence of sociodemographic variables in these two concepts. The first studies were centered on health professionals and social support (doctors, psychologists, nurses and social workers). Over time it began to be said that teachers would also be a significant advocacy group. There are professionals who adapt the difficulties that are presented in their professional life, thus becoming engaged professionals, who can not adapt these difficulties can suffer from the burnout syndrome. In this research, the quantitative method was used. The questionnaire was organized in three parts, the first one concerns the sociodemographic data, the second part is the assessment of the engagement, using the UWHE scale, the third and last part refers to the evaluation of burnout, we used the Maslach Burnout Inventory (MBI), both scales validated for Portuguese language. Stata 12 software was used for our statistical analysis. The sample consisted of 409 people of Portuguese nationality, with only 389 surveys valid. The sample consisted of 214 females and 175 males, with a mean age of 34.84 years, being 204 unmarried, 148 married, 31 divorced, 4 separated and 2 widowed. Most of the sample workers work in the private sector and only 74 individuals are civil servants. Eight hypotheses were proposed, two of them subdivided into seven. The results show that burnout and engagement are negatively related, but with some socio demographic variables, no statistically significant results were found. We have been able to establish for all of them a negative correlation between burnout and the degree of satisfaction with life, and a positive correlation between engagement and satisfaction with life.
Description: Exame Público realizado em 12 de Abril de 2018.
Dissertação de mestrado em Gestão.
URI: http://hdl.handle.net/11067/3821
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:[ULP-FCEE] Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A dicotomia entreBurnout e o Engagement estudo empirico.pdf
  Restricted Access
Dissertação de mestrado1,59 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.