Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/348
Título: Arquitectura e dança : narrativas espaciais : o caso de Pina Bausch
Autor: Cavaco, Ana Catarina Sapina, 1987-
Orientador: Manoel, Bernardo de Orey, 1969-
Palavras-chave: Bausch, Pina, 1940-2009 - Crítica e interpretação
Planeamento urbano - Portugal - Lisboa
Espaço (Arquitectura)
Dança
Cenografia
Data: 16-Set-2013
Resumo: Esta dissertação procura encontrar uma possibilidade de diálogo entre Arquitectura e Dança. Procura ser uma reflexão sobre a experiência do bailarino - actor sobre o espaço. Exige-se a presença de um sensível e pensante; um corpo capaz de captar o espaço exterior a si mas ao mesmo tempo, revelador do seu interior/âmago. A narrativa espacial centra-se em Pina Bausch, autora que através do papel preponderante examina questões referentes ao movimento como impulsão vital e o corpo - pensamento como criador de espaço e cidade/urbanidade. Procura ser uma analogia do corpo dançante e dos espaços por si criados ao corpo dançante e actuante na cidade. O processo de uma coreografia com base no processo de criação arquitectónica e/ou no encarar de um projecto arquitectónico. No fundo, torna-se um processo de planeamento de ambos. Um projecto arquitectónico como seguimento de um olhar e repetição e uma coreografia como montagem seguidora de uma estrutura arquitectónica. A influência da visão dançante ao percorrer um espaço. Espaço esse em que, sem querermos, fazemos a nossa dança, tendo a nossa impressão/sensação, a nossa própria coreografia. Seguimos um inconsciente sentido e interpretamos o percurso como uma sucessão de passos, como uma sucessão de elementos com significado. Esta dissertação justifica, fundamenta e aprofunda a investigação que gerou a proposta de final da cadeira de Projecto III: estudar a cidade de Lisboa com um nexo urbano, passível de criar um sistema gerador de atracção e movimentação da cidade tornando a cidade de Lisboa um palco de sistemas. Procuramos responder a esta proposta fazendo um estudo das transições encontradas entre o Cais do Sodré e Santa Apolónia. Em consequência, a atmosfera do espaço, o seu ambiente e a sequência dos passos existentes na cidade é a qualidade espacial que identificamos nesta dissertação enquanto capacidade narrativa e conferente de estímulos subconscientes e corpóreos. A Arquitectura é a base de vida e logo da Dança. Sem ela, a Dança, não se concretiza, seja por um mero palco, seja pela cidade e que, com a evolução tecnológica, como sociológica e cultural torna-se uma disciplina que entende o espaço da arquitectura. (Ana Catarina Sapina Cavaco)
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2012
Exame público realizado em 5 de Dezembro de 2012
URI: http://hdl.handle.net/11067/348
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_ana_cavaco_dissertacao.pdfTexto integral69,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.