Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1956
Título: A diplomacia económica nas relações internacionais contemporâneas : a parceria UE-China
Autor: Koch, Ricardo Bruno de Vilas Boas e
Orientador: Sousa, Fernando Alberto Pereira de
Palavras-chave: Relações Internacionais
Relações Económicas Internacionais
Organizações Internacionais
Diplomacia económica
Data: 23-Fev-2016
Resumo: A presente dissertação, subordinado ao tema “A diplomacia económica nas relações internacionais contemporâneas. A parceria UE-China” constitui um elemento de avaliação para a obtenção do Grau de Mestre em Relações Internacionais pela Faculdade de Direito da Universidade Lusíada do Porto, notavelmente orientado pelo Prof. Doutor Fernando Alberto Pereira de Sousa. Este trabalho debruça-se e foi sistematizado em quatro partes primordiais, de acordo com a ordem lógica do tema. Em primeiro lugar, é realizado um enquadramento distintivo da diplomacia económica e da diplomacia tradicional, evidenciando a peculiar diplomacia da economia relativamente ao domínio e a amplitude dos emergentes conteúdos económicos, ou em outras matérias económicamente relacionadas como o ambiente, intrínseco na diplomacia ambiental. Em seguida, é enfatizado a conceptualização da diplomacia económica e a sua capacidade de agir como instrumento macroeconómico capaz de moldar o plano das relações internacionais. Para o efeito, será efectuada uma abordagem histórica, política e económica desde o início do século XX, pelo número de acontecimentos e desenvolvimentos internacionais que constam como variáveis significativas, e que, articuladas, traduzem-se no desempenho e na proficiência da diplomacia económica em política externa. Esta instrumentalização, trata da questão aprofundada no terceiro ponto, objecto de análise desta investigação, e que envolve toda a contextualização técnica e prática da diplomacia económica, designadamente, a condução, a negociação e a tomada de decisão, a multipolaridade, o comércio e o investimento, a crise financeira e as finanças internacionais, e, na coerência da metodologia e procedência, as tendências recentes da diplomacia económica contemporânea do século XXI. Em última análise, o papel da União Europeia como potência económica, palco e actor internacional, entre os seus Estados-membros e o exterior, concluí a existência de uma evolução positiva de variáveis significativas que se traduzem na consideração das disposições actuais da diplomacia económica. Elucidando a importância da diplomacia económica exercida pela UE nas relações internacionais, é realizado um estudo de caso sobre o acordo de investimento entre a UE e a República Popular da China. Na realização desta dissertação, dado o seu carácter recente, privilegiamos como fontes bibliográficas artigos de publicação periódicos e em série, e estudos de várias organizações económicas e internacionais disponíveis na Internet.
Abstract: The present dissertation, entitled “The economic diplomacy in the contemporary international relations. The EU-China partnership", constitutes an element of the continuous assessment to obtain the Master’s Degree in International Relations from the Faculty of Law of University of Lusiada of Porto, remarkably supervised by Prof. Doctor Fernando Alberto Pereira de Sousa. This work is structured logically in four main segments, according to the theme’s logical order. Primarily, a distinctive framing of economic diplomacy and traditional diplomacy will be determined, highlighting the peculiar diplomacy of economics on the domain and range of the emerging economic contents, or other economically related subjects such as the environment, inherent in climate diplomacy. Subsequently, focus is put on the conceptualisation of economic diplomacy and its capacity to act as a macroeconomic tool able to shape the international relations framework. For this purpose, a historical, political and economical approach will be taken into account, with attentiveness to the early twentieth century for its high number of international events and developments that are listed as significant variables, which well articulated, translates into the performance and proficiency of the economic diplomacy conducted in foreign policy. This instrumentalization, deals in-depth with the issue mentioned at the third point concerning the object of analysis of this research, involving all the technical and practical context of economic diplomacy, namely, the conduct, negotiation and decision making, the multipolarity, trade and investment, the financial crisis and international finance, and, in the consistency with the methodology and provenances, the recent trends in economic diplomacy of the XXI century. In last respect, addressing the role of EU as an economic power, stage and international actor, with its Member States and abroad, concludes the existence of a positive evolution of significant variables that translates into consideration for current provisions of economic diplomacy. Elucidating the importance of economic diplomacy pursued by the EU in the international relations, a case study on the investment agreement between the EU and the People's Republic of China is held. During the present dissertation, given its recent nature, it is privileged as bibliographic sources journal articles published in series and periodic, as well as studies from various economic and international organizations available on the Internet.
Descrição: Exame público realizado em 16 Dezembro 2014.
Dissertação de mestrado realizada no âmbito do Mestrado em Relações Internacionais.
URI: http://hdl.handle.net/11067/1956
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FD] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdfDissertação de mestrado2,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.