Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1686
Título: Os alcaides na zona de fronteira entre Portugal e Castela no despertar do século XVI : criminalidade e usurpação de funções
Autor: Mata, Joel Silva Ferreira, 1955-
Palavras-chave: Portugal - Relações externas - Espanha - Século 16
Espanha - Relações externas - Portugal - Século 16
Data: 27-Out-2015
Resumo: As relações de fronteira entre Portugal e Castela nos séculos XIV-XVI foram marcadas por episódios de violência praticados por indivíduos com interesses económicos, jurisdicionais, mas também por oficiais do rei, nomeadamente por alcaides e seus familiares. O candidato a alcaide devia possuir um estatuto económico-social que lhe permitisse desempenhar as funções sem ter necessidade de recorrer a actos criminosos de natureza económica e de sangue para sobreviver. O caso que aqui estudamos reflecte a forma com Lançarote Gonçalves e António de Araújo, alcaides dos castelos de Montalegre e de Piconha, respectivamente, foram condenados, como perderam os ofícios e como foram ostracizados dos lugares onde exerciam as suas funções.
Descrição: Lusíada. Direito. - ISSN 2182-4118. - S. 2, n. 12 (2014). - p. 119-138
URI: http://hdl.handle.net/11067/1686
ISSN: 2182-4118
Tipo de Documento: Artigo
Aparece nas colecções:[ULL-FD] LD, s. 2, n. 12 (2014)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LD_12_4.pdf273,95 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.