Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/833
Título: Arquitectura : razão e utopia no processo criativo
Autor: Fonseca, Cláudia Isabel Germano, 1989-
Orientador: Santos, Joaquim Marcelino da Conceição dos, 1961-
Palavras-chave: Criatividade
Vieira, Álvaro Siza, 1933- - - Crítica e interpretação
Niemeyer, Oscar, 1907-2012 - - Crítica e interpretação
Gehry Frank Owen 1929- - Crítica e interpretação
Data: 26-Mar-2014
Resumo: A presente dissertação pretende compreender a Razão e Utopia no processo criativo, nomeadamente a sua relação na composição projectual enquanto modo operativo. Partindo da análise de três arquitectos, Álvaro Siza, Oscar Niemeyer e Frank O. Gehry, nas suas influências, formação e carácter procura-se compreender como se coadunam ambos os termos no alcance de uma arquitectura que não se restringe à razão, procurando introduzir algo mais no resultado. Esse algo, que transcende a razão descrita, busca extender-se ao plano da utopia, onde o arquitecto sobre o domínio conquistado explora as suas potencialidades e visões. Numa tentativa de entender a formação de uma linguagem própria e de como essa linguagem é importante no auto-reconhecimento e modo operativo, este trabalho vai ao encontro dessas utopias próprias originadas num percurso pessoal e profissional pontuado pelo reconhecimento do que é arquitectura e do que ela poderá ser mais.
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2014
Exame público realizado em 19 de Março de 2014
URI: http://hdl.handle.net/11067/833
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_claudia_fonseca_dissertacao.pdfDissertação251,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.