Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/77
Título: A inclusão de alunos com necessidades educativas especiais no ensino secundário : atitudes dos professores de uma escola do concelho da Guarda
Autor: Pais, Licínia da Assunção Cordeiro, 1978-
Orientador: Bilimória, Helena Cristina da Rocha Vidal Framrose, 1975-
Palavras-chave: Educação inclusiva - Portugal - Guarda
Professores de educação especial - Atitudes
Professores de educação especial - Portugal - Guarda
Educação especial - Portugal - Guarda
Data: 2012
Resumo: O presente estudo teve como principal objectivo determinar se são inclusivas as atitudes dos professores do Ensino Secundário do concelho da Guarda em relação aos alunos com necessidades educativas especiais (NEE). Procurou-se também saber se as atitudes manifestadas pelos mesmos diferenciam segundo as variáveis "género", "tempo de serviço docente" e "Departamento Curricular". Para a concretização do objectivo geral estabelecido foi administrada uma lista de verificação (checklist) proposta por Rogers (1993) e com resposta de acordo com uma escala do tipo Likert de cinco níveis (discordo totalmente a concordo totalmente) a 70 professores de Nomeação Definitiva/Quadro de Zona Pedagógica a exercerem funções numa escola com Ensino Secundário no concelho da Guarda no Ano Lectivo 2010/2011. A análise dos dados recolhidos permitiram tirar ilações sobre as atitudes dos mesmos em relação à inclusão dos alunos com necessidades educativas especiais, nomeadamente sobre a concordância dos resultados obtidos com várias investigações relacionadas com a temática em estudo. Os resultados obtidos confirmaram que os participantes do presente estudo responderam favoravelmente aos itens referentes à inclusão e, como tal, evidenciam atitudes inclusivas em relação aos alunos com NEE. Pretendeu-se também verificar se as atitudes dos professores do Ensino Secundário em relação à inclusão de alunos com NEE estavam relacionadas com a variável "género". Os resultados recolhidos demonstraram não haver diferenças significativas entre os elementos do género masculino e do género feminino. Ambos os grupos manifestaram atitudes concordantes com a perspectiva inclusiva, embora em relação à frequência de escolas especiais, os participantes do género masculino tenham manifestado uma atitude não inclusiva. Como tal, a análise dos resultados tendo em conta a variável "género" dos professores demonstra que os participantes do género feminino apresentam uma atitude ligeiramente mais favorável, mas sem diferenças significativas em relação às respostas dadas pelos professores do género masculino. Refere-se ainda que os resultados obtidos não comprovaram a diferenciação das atitudes dos professores em relação à inclusão de alunos com NEE em função do tempo de serviço docente e do Departamento Curricular a que pertencessem. Assim sendo, os dados recolhidos mostraram que as atitudes dos professores do Ensino Secundário do concelho da Guarda em relação à inclusão de alunos com NEE, apesar de serem inclusivas, não diferenciam segundo as variáveis "género", "tempo de serviço docente" e "Departamento Curricular". (Licínia da Assunção Cordeiro Pais)
Descrição: Mestrado em Educação, Inclusão e Necessidades Especiais
Exame público realizado em 24 de Julho de 2012
URI: http://hdl.handle.net/11067/77
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-IPCE] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
meine_licinia_pais_dissertacao.pdf3,79 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.