Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/66
Título: Inclusão de alunos com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais nas escolas do 1.º ciclo do ensino regular
Autor: Simões, Elisabete Paulino, 1967-
Orientador: Bilimória, Helena Cristina da Rocha Vidal Framrose, 1975-
Palavras-chave: Crianças deficientes - Educação - Portugal
Crianças com deficiência mental - Educação - Portugal
Educação especial - Portugal
Data: 2012
Resumo: Este trabalho surge no âmbito do Desenvolvimento da Dissertação de Projeto de Mestrado em Educação, Inclusão e Necessidades Especiais, da Universidade Lusíada de Lisboa. A escolha do tema ”inclusão de alunos com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais (DID) nas escolas do 1º ciclo do ensino regular” deve-se à necessidade de contribuir e alertar para o inquestionável direito à educação / formação de todos, nos quais se incluem os jovens com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais e que, apesar da heterogeneidade que os caracteriza, enfrentam as mesmas preocupações e interesses, manifestando os mesmos sentimentos que os seus pares. Partindo da formulação do problema: Em que medida os professores do 1º ciclo do ensino regular implementam a inclusão de crianças com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais, este estudo visa, essencialmente, trabalhar a problemática da inclusão de crianças com DID nas escolas do 1º ciclo do ensino regular e norteou-se pelos seguintes objetivos gerais: analisar a realidade existente ao nível da formação dos docentes e dos apoios especializados; identificar estratégias e atividades mais frequentes na inclusão das crianças com DID; tomar conhecimento das opiniões dos professores sobre a inclusão destes alunos na sala de aula do ensino regular; conhecer a atuação dos docentes que diariamente trabalham com crianças com DID e apurar as dificuldades por eles sentidas na implementação de uma verdadeira inclusão de crianças com DID nas escolas do 1º ciclo do ensino básico. Como metodologia, para recolha de informação optou-se pelo inquérito por questionário. A amostra da população contemplou noventa e um professores do 1º ciclo do ensino básico do distrito da Guarda. Pelo referencial dos resultados obtidos podemos aludir que, os professores da nossa amostra se manifestaram concordantes com alguns dos pressupostos fundamentais para a construção de uma escola inclusiva e com alguns princípios básicos necessários à inclusão de alunos com DID. Consideram que estes alunos podem beneficiar quando incluídos em salas do ensino regular, no entanto contradizem-se quando, afirmam que a presença dos alunos com DID, prejudica o rendimento escolar dos seus pares. Os professores consideram que a formação na área da educação especial é um fator chave na promoção de uma educação inclusiva. Pelo que, afirmando que a sua formação inicial não os preparou para trabalhar com crianças com necessidades educativas especiais, procuraram formação nesta área. Os professores estão sensíveis à utilização de metodologias e estratégias promotoras da igualdade de oportunidades e consideram que as principais dificuldades face à inclusão, são a falta de técnicos especializados, o número reduzido de apoio especializado e ainda o elevado número de alunos por turma. (Elisabete Paulino Simões)
Descrição: Dissertação de mestrado em Educação, Inclusão e Necessidades Especiais
Exame público realizado em 24 de Julho de 2012
URI: http://hdl.handle.net/11067/66
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-IPCE] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
meine_elisabete_simoes_dissertacao.pdf881,05 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.