Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/6269
Title: Serviço social rural : desafios em territórios de baixa densidade demográfica
Author: Candeias, Marisa de Jesus Jacinto, 1982-
Advisor: Sousa, Maria Isabel de Jesus, 1956-
Keywords: Serviço social rural - História
Serviço social rural - Portugal
Regiões com baixa densidade populacional - Portugal
Assistentes sociais - Prática profissional
Issue Date: 2021
Abstract: Apesar do compromisso assumido no âmbito do atual PNCT, parece verificar-se um fracasso generalizado das políticas públicas para o desenvolvimento do interior e redução das assimetrias. Nos territórios de baixa densidade, vários Assistentes Sociais rurais desenvolvem diariamente os seus esforços na ajuda às populações rurais, muitas em situação de isolamento social, geográfico e em situação de pobreza extrema. Deste modo, e face ao contexto rural, colocou-se a questão central desta investigação: Quais os principais desafios dos Assistentes Sociais rurais em territórios de baixa densidade demográfica? No decorrer da investigação privilegiou-se a abordagem qualitativa como estratégia metodológica. Para a recolha de dados empíricos optou-se pelo recurso a entrevistas semiestruturadas e grupos focais. A amostra da investigação é constituída por 20 Assistentes Sociais rurais/em exercício em meio rural, concretamente nas NUTS II do Alto Alentejo e Beira Baixa. A abordagem conclusiva realça considerações e oportunidades para o desenvolvimento do Serviço Social rural. Foram vários os desafios do Serviço Social rural identificados, destacando-se a questão da distância aos meios dispersos, a distância dos serviços e respostas, o despovoamento e desertificação dos territórios, a necessidade de políticas impulsionadoras de mudanças estruturais e comunitárias, o acesso à saúde. Conclui-se que, de entre os vários modelos de intervenção identificados, nenhum tem em especial atenção o contexto ou cultura rural, recomendando-se a divulgação de modelos que compreendam perspetivas que contribuam para o abandono da perspetiva dos deficits sobre os meios rurais e à adoção de uma lente mais positiva. Foram poucos os exemplos apresentados de prática política, recomendando-se a capacitação dos Assistentes Sociais no ativismo político e no desenvolvimento de atividades políticas promovidas pelo Assistente Social rural, como função inerente ao exercício da profissão. Foi consensual a auto perceção do Assistente Social rural enquanto agente de desenvolvimento dos recursos das comunidades rurais
Despite the commitment within the current PNCT, there seems to be a widespread failure of public policies for the development of the interior and reduction of asymmetries. In low-density territories, several rural Social Workers make their daily efforts to help rural populations, many in social and geographical isolation and extreme poverty. In this way, and given the rural context, the central question of this investigation was raised: What are the main challenges of rural Social Workers in territories with low population density? During the investigation, the qualitative approach was privileged as a methodological strategy. For the collection of empirical data, semi-structured interviews and focus groups were chosen. The research sample consists of 20 rural social workers in rural areas, specifically in NUTS II in Alto Alentejo and Beira Baixa. The conclusive approach highlights considerations and opportunities for rural Social Work development. There were several challenges of rural Social Work identified, highlighting the issue of distance to dispersed environments, the distance of services and responses, the depopulation and desertification of territories, the need for policies to promote structural and community changes, access to health. It is concluded that, among the various intervention models identified, none pays particular attention to the rural context or culture, recommending the dissemination of models that include perspectives that contribute to the abandonment of the perspective of deficits on rural environments and the adopting a more positive lens. There were few examples of political practice presented, recommending the training of Social Workers in political activism and in the development of political activities promoted by the rural Social Worker, as a function inherent to the exercise of the profession. The rural Social Worker's self-perception as an agent for the development of rural communities' resources was consensual.
Description: Tese de doutoramento em Serviço Social, Universidade Lusíada de Lisboa, 2021
Exame público realizado em 1 de Abril de 2022
URI: http://hdl.handle.net/11067/6269
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:[ULL-ISSSL] Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dss_marisa_candeias_tese.pdfTese3,82 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons