Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/6040
Title: Associação entre as caraterísticas de personalidade e o bem-estar subjetivo em cuidadores formais de doentes com demência
Author: Barros, Catarina Maria Teixeira
Advisor: Cruz, Sara Figueiredo
Keywords: Psicologia
Psicologia clínica
Avaliação psicológica - Cuidadores formais - Doentes com demência
Bem-estar - Aspectos psicológicos
Teste psicológico - Questionário sociodemográfico
Teste Psicológico - Positive and Negative Affect Schedule (PANAS)
Teste psicológico - World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-Brief)
Teste psicológico - Temperament and Character Inventory (TCI)
Issue Date: 2021
Abstract: Introdução: O bem-estar emocional e a qualidade de vida em cuidadores formais é cada dia mais uma preocupação para a sociedade. Diversos são os estudos que se debruçam sobre este tema ainda assim poucos são aqueles que o relacionam com as características de personalidade. Objetivo: De forma a inovar e complementar os estudos nesta área científica, o presente estudo tem como objetivo estudar a associação das características de personalidade, o bem-estar emocional e a qualidade de vida em cuidadores formais de doentes com demência. Método - Participantes: Participaram, neste estudo, 69 cuidadores formais (65 do sexo feminino e 4 do sexo masculino), com idades compreendidas entre os 20 e os 60 anos (M = 44.78, DP = 13.61) que exercem funções de apoio a idosos em estabelecimentos no distrito do Porto. Instrumentos: Para recolher os dados necessários foram implementados quatro instrumentos, nomeadamente o Questionário Sociodemográfico para as características sociodemográficas da população alvo, a versão portuguesa do Positive and Negative Affect Schedule para a análise do afeto positivo e afeto negativo, o World Health Organization Quality of Life, versão reduzida para avaliação dos quatro domínios da qualidade de vida e por fim o The Temperament and Character Inventory – Revised para avaliação das características de personalidade. Resultados: Ao nível da personalidade verificou-se que os participantes obtiveram pontuações mais elevadas nas dimensões de carácter e pontuações mais baixas nas dimensões de temperamento. Relativamente ao bem-estar emocional, observaram-se pontuações superiores nas dimensões de afeto positivo e na qualidade de vida, destacam-se os domínios psicológico e relações sociais. No que concerne às correlações, o bem-estar emocional correlaciona-se positivamente com a qualidade de vida e com cinco das dimensões da personalidade. Em contrapartida correlaciona-se de forma negativa com duas dimensões da personalidade: o Afeto Positivo com Evitamento de Perigo e o Afeto Negativo com Autodiretividade;). A qualidade de vida, está também correlacionada positivamente com duas dimensões da personalidade - Autodiretividade e Cooperação - e negativamente com o evitamento de perigo. Conclusões: Este estudo evidencia, à semelhança de outros estudos, que a personalidade se correlaciona e prediz o bem-estar emocional e a qualidade de vida em cuidadores formais de doentes com demência.
Introduction: Emotional well-being and quality of life in formal caregivers is increasingly a concern for society. There are several studies that focus on this theme, yet few are those that relate these dimensions to personality characteristics. Objective: In order to add evidence to the current literature in this scientific area, this study aimed to investigate the association between personality characteristics, emotional well-being and quality of life in formal caregivers of patients with dementia. Method - Participants: sixty-nine formal caregivers participated in this study (65 female and 4 male), aged between 20 and 60 years (M = 44.78, SD = 13.61). Caregivers were mainly involved in supporting the elderly in establishments in the district of Porto. Instruments: four questionnaires were administered - the Sociodemographic questionnaire for collecting sociodemographic information; the Portuguese version of the Positive and Negative Affect Schedule for obtaining the emotional well-being index; the short version of the World Health Organization Quality of Life, to assess the domains related to quality of life; and The Temperament and Character Inventory – Revised, to assess personality dimensions characteristics. Results: Regarding the personality, participants obtained higher scores in the character dimensions’ self-direction and cooperation and lower scores in the temperament dimensions’ novelty seeking and danger avoidance. Concerning the emotional well-being, participants scored higher in positive affect than negative affect. In quality of life, higher scores were observed for psychological and social relationships domains. In addition, emotional well-being was positively correlated with quality of life and the five personality dimensions. Also, Positive Affect was negatively correlated with Danger Avoidance and Negative Affect negatively correlated with Self-direction. Quality of life was also positively correlated with two dimensions of personality (Self-direction; Cooperation) and negatively correlated with avoidance of danger. Conclusions: Our study adds to previous investigations highlighting the role of personality characteristics on emotional well-being and quality of life in formal caregivers of patients with dementia. In accordance, personality positively predicts emotional well-being and quality of life in this population.
Description: Exame público realizado em 27 de julho de 2021, às 14H30
Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/11067/6040
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:[ULP-IPCE] Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação de mestrado.pdfDissertação3,3 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.