Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/5614
Title: O cinema como ferramenta potenciadora do percurso urbano
Author: Pires, Ana Isabel Teixeira Bento
Advisor: Carvalho, Carla Andreia Galvão de
Keywords: Arquitetura
Teoria da arquitectura
Cinema e arquitectura
Issue Date: 2019
Abstract: Resumo: O presente documento aborda os problemas da cidade e da sociedade contemporâneas, fruto das transformações do espaço urbano e das formas de vida ao longo da história, que acabaram por valorizar a velocidade e o consumismo, substituindo as relações emocionais por relações efémeras. A cidade contemporânea tende a perder a sua identidade e a distanciar-nos do sentimento de pertença que a torna habitável, da mesma forma que a sociedade facilita esta perda de identidade e ela mesma cria distância em relação a tudo o que a rodeia. A duas afectam-se mutuamente. Com base nestes problemas, pretendemos abordar uma estratégia que contraria a quebra emocional entre sociedade e cidade, tendo como prioridade a revalorização do percurso urbano por meio de ferramentas cinematográficas, como a montagem. Para que isto aconteça, esta dissertação procura demonstrar a relação entre arquitectura e cinema, entre percurso urbano e montagem cinematográfica. Parte da estratégia passa também pelo método fenomenológico como forma de voltar à origem da cidade e do cinema, retirar daí as suas essências e, desta forma, extraír o lado emocional de ambos. Quanto ao objecto de análise recai sobre três casos de estudo: a acrópole de Atenas, o Parc de la Villette e a High Line de Nova Iorque. Procuramos a partir destes três casos, demonstrar que a convivência entre arquitectura e cinema não só é possível, como é útil para ambos os lados, mas neste caso específico para a arquitectura.
Abstract: This document addresses the problems of the city and contemporary society, resulting form the transformations of urban space and the ways of life throughout history, which ended up valuing speed and consumption, replacing emotional relationships with ephemerral relationships. The contemporary city tends to lose its identity and distance itself from the sense of belonging that makes it habitable, just as society facilitates this loss of identity and creates distances from everything or around itself. The two affect each other. Based on these problems, we intend to approach a strategy that contradicts the emotional break between society and city, having as priority the revaluation of the urban path through cinematic tools, such as montage. For this to happen, this dissertation seeks to demonstrate the relationship between architecture and cinema, between urban path and film editing. Part of the strategy also goes through the phenomenological method as a way to return to the origin of the city and the cinema, to remove its essence from it and, thus, to extract the emotional side of both. As for the object of analysis, there are three case studies: the Acropolis of Athens, the Parc de la Villette and the High Line of New York. We seek from these three cases to demonstrate that coexistence between architecture and cinema is not only possible, but useful for both sides, but in this specific case for architecture.
Description: Exame público realizado em 1 de junho de 2020, às 15h00
Dissertação de mestrado em Arquitectura
URI: http://hdl.handle.net/11067/5614
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:[ULP-FAA] Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação de mestrado.pdf
  Restricted Access
Dissertação de mestrado14,47 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.