Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/544
Título: E-Learning : os problemas da qualidade da programação, pedagogia e usabilidade da interface com o utilizador
Autor: Gonga, Zenilda Ana da Silva, 1984-
Orientador: Alvarez, Isabel Maria Surdinho Borges, 1948-
Palavras-chave: Ensino à distância
Ensino assistido por computador - Programação
Internet na educação
Data: 1-Nov-2013
Resumo: Os ambientes de e-Learning têm transformado inequivocamente as atividades de ensino-aprendizagem. Estes apresentam diversas configurações e diferentes recursos com o intuito de facilitar a comunicação entre os agentes envolvidos na transmissão de competências, o que não invalida a possibilidade dos profissionais se depararem com algumas dificuldades, nomeadamente a de saber integrar as plataformas de e-Learning no seu quotidiano para melhor maximizar a sua utilização. Assim, conquanto o potencial do e-Learning seja reconhecido, as condições para a sua utilização com sucesso, usando a Internet, ainda não foram devidamente exploradas em muitos setores de aprendizagem e em diferentes partes do mundo. As universidades ou empresas de formação que adotem esta forma inovadora de fornecimento de aprendizagem devem encarar mudanças tanto tecnológicas como estratégicas. O presente estudo analisa os temas que possam influenciar e explicar as diferentes atitudes e comportamentos na adoção do e-Learning dentro de um ambiente universitário. A investigação efetuada tem o objetivo de preencher uma lacuna no conhecimento e que não foi explorada em investigações prévias na área da programação das interfaces e interoperabilidade. Pretendeu-se assim analisar o impato da qualidade da programação na pedagogia e usabilidade das plataformas de aprendizagens. Foi feita uma revisão extensa de toda a literatura existente em torno do e-Learning. Fez-se inicialmente uma introdução sobre a relação da psicologia com a aprendizagem de forma a entender como a aprendizagem se processa nos seres humanos. Abordámos também as diferentes evoluções do ensino, até chegar ao conceito de e-Learning. Concluiu-se que o caráter fluído da internet mais propriamente como é o caso da Web 2.0 e a sua proximidade com as plataformas de ensino, favoreceu uma abordagem sobre estes ambientes em contexto de aprendizagem e o surgimento de uma nova fase no ensino online, o e-Learning 2.0, suas ferramentas e interoperabilidade nos ambientes de aprendizagens. Por fim realizou-se um estudo com o objetivo de comprovar o impato dos Learning Management Systems no ensino-aprendizagem abordado ao longo da teoria da investigação. O trabalho empírico foi então focado sobre a usabilidade da plataforma Moodle na Universidade Lusíada de Lisboa, nomeadamente na formação dos alunos e praticas letivas dos professores. A estratégia concetual proposta nesta investigação foi a aplicação de questionários a um grupo de professores e alunos e a realização de uma entrevista a um dos programadores da plataforma Moodle, de forma a perceber-se as perspetivas e relacionamento entre os atores chave envolvidos no processo de adoção do e-Learning na Universidade Lusíada de Lisboa. A análise dos dados providenciou uma explicação coerente dos resultados obtidos no trabalho empírico, tendo-se concluído que o sucesso da utilização das plataformas de aprendizagem depende em grande parte da qualidade da programação expressa na interoperabilidade e usabilidade dos interfaces.
Descrição: Dissertação de mestrado em Ciências da Computação, Universidade Lusíada de Lisboa, 2013
Exame público realizado em 1 de Novembro de 2013
URI: http://hdl.handle.net/11067/544
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FCEE] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mcc_zenida_gonga_dissertacao.pdfDissertação2,24 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.