Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/5154
Title: O intervencionismo liberal de Blair nas relações internacionais pós-guerra fria
Author: Lima, Bernardo Pires de, 1979-
Keywords: Blair, Tony, 1953- Crítica e interpretação
Grã-Bretanha - Relações Externas - 1997-2003
Issue Date: 2007
Abstract: A era de Tony Blair foi marcada por um conjunto de intervenções militares em nome de princípios humanitários. A política externa britânica não era regida por parâmetros morais provavelmente desde Churchill, pelo que Blair provocou uma ruptura não só nas linhas tradicionais do seu partido quanto ao uso da força, como dotou de novos contornos perto de meio século de política externa britânica. O Kosovo, a Serra Leoa e o Iraque foram exemplos da aplicação destas tendências no seu consulado. A tarefa a que nos propomos é dupla: desmontar a doutrina Blair, apelidada de "intervencionista liberal"; perceber em que estado do debate actual é possível colocá-la, tendo em conta o quadro sobre o uso da força, o conceito de soberania, o princípio da não-ingerência, a capacidade multilateral do sistema internacional ou a redefinição das relações internacionais pós-11 de Setembro, com a emergência de novas potências e ameaças à segurança internacional.
Description: Polis : revista de estudos jurídico-políticos. - ISSN 0872-8208. - N. 13-16 (2007). - p. 137-153.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/11067/5154
Document Type: Article
Appears in Collections:[ULL-FD] Polis, n. 13-16 (2007)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
polis_13_16_7.pdfArtigo6,34 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons