Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/5019
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlves, Francisco Peixoto-
dc.contributor.authorSantos, Luís Filipe Matos dos-
dc.date.accessioned2020-01-27T11:27:31Z-
dc.date.available2020-01-27T11:27:31Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11067/5019-
dc.descriptionExame público realizado a 17 de dezembro de 2019, às 17h00-
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Arquitectura-
dc.description.abstractResumo: Além de compreender como promover os espaços públicos e como estes podem ser facilitadores da inclusividade na Cidade, é importante perceber o papel da arquitetura neste âmbito, e como esta pode alterar os paradigmas atuais da cidade. Perante esta realidade existe uma necessidade de estudar formas de revitalizar e recuperar pontos chave para a regeneração da cidade e por consequência provocar uma melhoria dos relacionamentos interpessoais, e não só, que hoje em dia estão cada vez mais deteriorados. Para tal, optamos por aplicar os conceitos estudados, através da revitalização de um quarteirão e um espaço público adjacente, ambos degradados, tendo encontrado aqui motivação experimental e inspiradora que pode contaminar todo o restante Espaço. A revitalização destes espaços foi conseguida através do estudo, recuperação e implantação de serviços e funções que possam promover a inclusividade, tanto física como social. Resultando então, uma proposta de regeneração do Quarteirão Inclusivo e do já existente Parque do Rossio, com espaços inclusivos e potencializadores de novas relações e inspirações para a Cidade e os seus habitantes.pt_PT
dc.description.abstractAbstract: In addition to understanding how to promote public spaces and how these can be facilitators of inclusivity in the City, it is important to understand the role of architecture in this area, and how it can change the current paradigms of the city. Faced with this reality there is a need to study ways of revitalizing and recovering key points for the regeneration of the city and consequently provoking an improvement in interpersonal relationships, and not only, that today are increasingly deteriorated. To this end, we chose to apply the concepts studied, through the revitalization of a block and an adjacent public space, both degraded, having found here experimental and inspiring motivation that can contaminate the rest of the Space. The revitalization of these spaces was achieved through the study, recovery and implementation of services and functions that can promote inclusivity, both physical and social. As a result, a proposal for the regeneration of the Inclusive Quarter and the existing Rossio Park, with inclusive spaces and enhancers of new relations and inspirations for the City and its inhabitants.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsembargoedAccesspt_PT
dc.subjectArquiteturapt_PT
dc.subjectPlaneamento urbanopt_PT
dc.subjectEspaço público - Mobilidadept_PT
dc.subjectArquitectura inclusivapt_PT
dc.subjectAmarantept_PT
dc.titleO espaço público arquitectónico para uma cidade inclusivapt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
dc.identifier.tid202366332-
dc.date.embargo2020-01-27-
Appears in Collections:[ULP-FAA] Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação de mestrado
  Restricted Access
Dissertação de mestrado36,21 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.