Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/4795
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorEvangelista, Vítor de Morais Alves-
dc.contributor.authorLepre, Rita Melissa-
dc.date.accessioned2020-01-13T17:12:47Z-
dc.date.available2020-01-13T17:12:47Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11067/4795-
dc.descriptionRevista de psicologia da criança e do adolescente. - ISSN 1647-4120. - V. 9, n. 2 (2018). - p. 133-152pt_PT
dc.description.abstractA sociedade contemporânea é dominada pelo imaginário da comunicação e a midiatização da vida. Com as novas formas de socialização, consequência do surgimento da era do software e a ruptura das barreiras geográficas e temporais, os jogos eletrônicos emergem como catarse da sociedade atual, tendo como características principais a fuga, violência e liberdade, ou seja, a satisfação dos desejos tidos, muitas vezes, como impossíveis de serem realizados na realidade. Diante da necessidade de estudos direcionados aos jogos eletrônicos e tendo em vista a importância dos jogos eletrônicos como um dos protagonistas da tecnologia e da cultura pós-moderna, o presente trabalho tem como objetivo proporcionar uma discussão sobre a evolução dos jogos até a contemporaneidade e analisar o advento dos jogos eletrônicos como fruto do processo de virtualização e suas possíveis ressonâncias na realização dos desejos frente às frustrações pós-modernas. Os jogos eletrônicos ultrapassaram suas expectativas originais de simples diversão e agora, são parte simbiótica de uma sociedade voltada ao culto à tecnologia e devem ser explorados em sua totalidade, como um artefato cultural.pt_PT
dc.description.abstractContemporary society is dominated by the imaginary of communication and the mediatization of life. With the new forms of socialization, as a consequence of the emergence of the software age and the breakdown of geographical and temporal barriers, electronic games emerge as catharsis of today’s society, having as main characteristics the escape, violence and freedom, that is, the satisfaction of desires that are often impossible to realize in reality. In view of the need for studies aimed at electronic games and considering the importance of electronic games as one of the protagonists of technology and postmodern culture, the present work aims to provide a discussion on the evolution of games until the present time and analyze the advent of electronic games as a result of the process of virtualization and the possible resonances in the realization of desires in the face of postmodern frustrations. Electronic games have surpassed their original expectations of simple amusement, and now they are a symbiotic part of a technology-driven society and must be explored in their entirety as a cultural artifact.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/pt_PT
dc.titleDo homo ludens ao homo virtualis: os jogos eletrônicos na contemporaneidadept_PT
dc.title.alternativeFrom homo ludens to homo virtualis: electronic games in the contemporary worldpt_PT
dc.typearticlept_PT
Appears in Collections:[ULL-IPCE] RPCA, v. 9, n. 2 (2018)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
rpca_v9_n2_2018_12.pdf313,18 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons