Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/455
Título: Análise territorial de Algés antes do surto construtivo do século XX
Autor: Antunes, Alexandra Paula de Carvalho, 1971-
Palavras-chave: Arquitectura - Portugal - Oeiras - História - Século 19
Algés (Oeiras, Portugal) - Edifícios, estruturas, etc.
Data: 2011
Resumo: O território actualmente conhecido como Algés foi, até ao início do último quartel de oitocentos, ocupado com actividades agrícolas e algumas quintas de recreio. Dada a sua proximidade de Lisboa, desde, pelo menos, o ano de 1806, era local para os terapêuticos banhos de mar. Nos últimos anos do século XIX, o veraneio começava a democratizar-se. A construção do ramal de caminho de ferro de Cascais, inaugurado em 1889, coadjuvado pela expansão urbana daí resultante e a criação de equipamentos de lazer e de recreio para os veraneantes, transformou o hábito terapêutico de ir a banhos numa temporada em que o convívio e a diversão tinham um papel fundamental. Tornaram-se populares as tabernas e casas de pasto do Dafundo, foi inaugurado o Aquário Vasco da Gama, foi construída a Praça de Touros de Algés, foram criados casinos e outras diversões. (Alexandra de Carvalho Antunes)
Descrição: Revista arquitectura Lusíada. - ISSN 1647-9009. - N. 3 (2.º semestre 2011). - p. 93-102.
URI: http://hdl.handle.net/11067/455
ISSN: 1647-9009
Tipo de Documento: Artigo
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] RAL, n. 3 (2.º semestre 2011)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ral_3_11a.pdfTexto integral672,41 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.