Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3590
Título: Aprendizagem socioemocional, personalidade e bem-estar subjectivo em crianças
Autor: Melo, Andreia Sofia Faria de
Orientador: Moreira, Paulo
Palavras-chave: Psicologia
Psicologia clínica
Bem-estar - Aspectos psicológicos
Avaliação psicológica
Teste psicológico - Escala de Aprendizagem Socioemocional
Teste Psicológico - Inventário de Temperamento e Carácter-Júnior (JTCI)
Teste Psicológico - Escala breve de satisfação com a vida (EBVS)
Teste Psicológico - Escala Breve de Satisfação com o Suporte Social (EBSSS)
Teste Psicológico - Escala de Tonalidade Emocional
Data: 26-Jul-2017
Resumo: Resumo: A investigação tem revelado que a aprendizagem socioemocional está relacionada com o bem-estar subjetivo e este com a personalidade. Pouco se sabe, porém, acerca da relação entre personalidade e aprendizagem socioemocional. O objetivo deste estudo foi avaliar: a) a relação entre aprendizagem socioemocional e personalidade b) a relação entre aprendizagem socioemocional e bem-estar subjetivo; e c) diferenças de género na aprendizagem socioemocional. Participaram neste estudo 701 crianças, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 10 e os 12 anos (M=10.93; DP=0.731), de 5 escolas do Distrito do Porto. A aprendizagem socioemocional foi avaliada através da versão portuguesa da Escala de Aprendizagem Socioemocional. A personalidade foi avaliada através da versão portuguesa do Inventário de Temperamento e Carácter (TCI Júnior). Para a avaliação do bem-estar subjetivo foram utilizados quatro instrumentos: Escala Breve de Satisfação com a Vida; Escala Breve de Satisfação com o Suporte Social; Escala de Tonalidade Emocional e a KIDSCREEN10. Os resultados revelaram que a aprendizagem socioemocional está positivamente relacionada com a personalidade ao nível de duas dimensões de temperamento, a dependência de recompensa e a persistência, e com todas as dimensões de caráter, a autodiretividade, a cooperação e a autotranscendência. Verificou-se que a aprendizagem socioemocional está negativamente relacionada com as dimensões de temperamento, procura de novidade e evitamento de perigo. Entre aprendizagem socioemocional e bem-estar subjetivo registou-se também uma correlação positiva (à exceção do afeto negativo). Entre géneros registou-se uma diferença significativa ao nível da aprendizagem socioemocional, com valores mais elevados no sexo feminino. Estes resultados têm importantes implicações práticas, nomeadamente ao nível da promoção de competências sociais e emocionais e do bem-estar subjetivo.
Abstract: Investigation has been exposing that socioemotional functioning is closely related to subjective well-being, which in turn is related to personality. Yet little is known about the relationship between personality and socioemotional skills. The purpose of this study has been to assess: a) the connection between socioemotional learning and personality; b) the relationship between socioemotional learning and subjective well-being; c) gender differences in socioemotional learning. The sample consisted of 701 students from both genders, aged between 10 and 12 years old (M=10.93; DP=0.731), attending 5 different schools in Oporto. Social-emotional learning has been assessed by using the Portuguese version of the social-emotional learning scale. Personality has been assessed by using the Portuguese version of the JTCI (Junior Temperamental and Character Inventory). In order to assess subjective well-being four instruments were used: Brief Satisfaction Life Scale, Brief Satisfaction Social Support Scale, Emotional Tonality Scale and KIDSCREEN10. The results have shown that socioemotional learning and personality have a positive relation between two temperamental dimensions, reward dependency and persistence, and with all character dimensions, self-directedness, cooperativeness and self-transcendence. It was shown that socioemotional learning is negatively related to the temperamental dimensions, novelty search and harm avoidance. Regarding the relationship between socioemotional learning and subjective well-being, the observed correlation was also a positive one, with the exception of the negative affection dimension. It was observed a significant difference between genders in socioemotional learning, with higher values in the feminine gender. These results have important practical implications, on the social and emotional skills dimensions and subjective well-being.
URI: http://hdl.handle.net/11067/3590
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-IPCE] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdf
  Restricted Access
Dissertação de mestrado943,29 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.