Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3387
Título: Matéria corpórea : criação, construção e experimentação natural do (in)visível
Autor: Oliveira, Vítor Manuel dos Santos
Orientador: Pinto, Luís Filipe Gasparinho Marques
Palavras-chave: Arquitectura
Arquitectura sensorial
Teoria da arquitectura
Sentidos
Data: 28-Jun-2017
Resumo: Num mundo em que a imagem arquitetónica vem assumindo o papel principal na arquitetura, substituindo a experiência real do espaço e tendo em conta que a arquitetura apenas existe como reflexo da existência humana, da sua evolução, e, acima de tudo, da sua realidade e vivência, é extremamente importante refletir sobre a matéria corpórea que compõe a arquitetura. Evitando esta tendência de experimentação baseada puramente em imagens, a arquitetura deve traduzir-se numa experiência corpórea, entre o Homem e a matéria, ativando todos os seus sentidos. Na arquitetura, o ato de experienciar implica pensar e sentir - sentir com os cinco sentidos e pensar nas suas várias componentes - porque arquitetura é mais do que um objeto físico e tangível, é também parte integrante do domínio do intangível e do imaterial. Fazer com que a arquitetura transcenda o lado físico e material através da experiência e da perceção estabelece a ligação do homem com o mundo. Esta simbiose estabelece o verdadeiro fundamento da arquitetura, atribuindo-lhe um caráter único. No entanto, a história da arquitetura, da sua linguagem e das suas memórias não poderá ser a mera resolução de problemas. A arquitetura deverá e terá de transcender a simples resolução de problemas, o seu espaço deverá tocar-nos e transformar-se num espaço indizível e inefável. Interessa-nos uma arquitetura que concilie corpo e mente, matéria e homem, racional e irracional, material e imaterial. Sabendo que em arquitetura, inventar significa reinventar, utilizar a história e a tradição como base para uma nova arquitetura é fundamental. Para isso, revisitar alguns dos grandes mestres da arquitetura é de extrema importância. Numa reflexão pessoal, este trabalho tentará embutir esta matéria corpórea nas várias etapas da arquitetura, desde da sua criação até à sua experimentação.
In a world in which the architectural image has been assuming the leading role in architecture, replacing the real experience of space and taking into account that architecture only exists as a reflection of human existence, its evolution, and mainly, its reality and experience, it is extremely important to reflect on the corporeal matter that makes up the architecture. Avoiding this tendency of experimentation based purely on images, architecture must translate into a corporeal experience between man and matter, activating all his senses. In architecture, the experiencing act involves thinking and feeling, feeling with all the five senses and thinking with all the different components, because architecture is more than a physical and tangible object, it is also an integral part of the realm of the intangible and the immaterial. Making architecture transcend the physical and material side through experience and perception establish the connection between man and word. This symbiosis establishes the true foundation of architecture, giving it a unique character. However, the history of architecture, its language and its memories can not be merely problem solving. Architecture must and will have to transcend the simple problem solving, its space must touch us and become an unspeakable space. We are interested in an architecture that reconciles the body and mind, matter and human, rational and irrational, material and immaterial. Baring in mind that in architecture, inventing means reinventing, the use of history and tradition as the basis for a new architecture is fundamental. To do so, revisiting some of the great masters of architecture is very important. In a personal reflection, this work will try to embed this corporeal matter in the various stages of architecture, from its creation to its experimentation.
Descrição: Dissertação de mestrado em Arquitectura.
Exame público realizado em 31 de Maio de 2017, às 15h30
URI: http://hdl.handle.net/11067/3387
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdfDissertação de mestrado108,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.