Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3384
Título: A presença invisível : analogias subtractivas na Arte e Arquitectura
Autor: Ferreira, André Filipe de Paiva Ribeiro Lobão
Orientador: Oliveira, António Manuel da Costa
Palavras-chave: Arquitectura
Arquitectura e arte
Teoria da arquitectura
Arquitectura contemporânea
Minimalismo (Arquitectura)
Data: 27-Jun-2017
Resumo: O fenómeno da subtracção no âmbito arquitectónico, empírica e pragmática, escavada ou subterrânea, desde as suas formas intemporais até às mais recentes expressões reinterpretativas contemporâneas, conceptuais e abstractas, é princípio criativo e metodológico de projecto já com ramificações em obras produzidas no contexto português. Apoiados numa abrangente revisão temática, através da análise crítica e exploratória, assim como, da selecção de paradigmas arquitectónicos onde esta se exprime, pretende-se comprovar a lógica reducionista como processo operativo eficiente e identificar os seus fundamentos teóricos entre os autores que, ao longo do tempo, materializaram princípios e referências de composição subtractiva, valorizando os conceitos de vazio e de limite numa visão que encontra um renovado fulgor estético com a ampliação minimal e estruturalista na arte e na arquitectura. A pertinência desta pesquisa está na identificação das características predominantes da linguagem subtractiva e na determinação das suas analogias com o contexto escultórico através do estudo de conceitos plásticos transversais, tais como: forma, matéria, estrutura, composição e percepção. A partir de teorias estéticas essencialistas fundamentadas em valores permanentes e anacrónicos, concluiu-se como estas premissas de resistência se afirmam ainda hoje como alternativas válidas perante as tendências de desmaterialização virtual e hegemonia tecnológica, apontando um retorno a itinerários humanistas e à reestruturação da espacialidade física da arquitectura.
he phenomenon of subtraction in the architectural field, empirical and pragmatic, excavated or underground, from its timeless forms to the latest contemporary interpretative expressions, conceptual and abstract, is a creative and methodological principle of project-thought already with branches in works produced in the Portuguese context. Supported by an inclusive thematic review, through its critical and exploratory analysis, as well as the selection of architectural paradigms where it is expressed, it is intended to prove the reductionist logic as an efficient operational process and to identify the theoretical foundations of the authors that over time, materialized principles and references of subtractive composition, emphasizing the concepts of void and limit in a view that find a renewed aesthetic radiance with the minimal and structuralism expansion in art and architecture. The relevance of this research is to identify the predominant characteristics of subtractive language and define their analogies into the sculptural background through the study of transversal plastic concepts such as: shape, material, structure, composition and perception. From essentialist aesthetic theories instituted on permanent and anachronistic values, it appears as these resistance assumptions are affirmed today as valid alternatives before virtual dematerialization trends and technological hegemony, pointing to a return to humanistic itineraries and restructuring of physical spatiality of architecture.
Descrição: Tese de doutoramento em Arquitectura.
Exame público realizado em 25 de Maio de 2017, às 16H00.
URI: http://hdl.handle.net/11067/3384
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese de doutoramento.pdf
  Restricted Access
133,5 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.