Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3180
Título: Expressão crítica na prática projectual : a habitação numa perspectiva interdisciplinar da cultura contemporânea; um caso de estudo
Autor: Cardoso, João Artur de Lemos e Sousa Martins
Orientador: Fabião, Henrique Jorge Gonçalves
Palavras-chave: Arquitectura
Habitação
Arquitectura de habitação
Teoria da arquitectura
História da arquitectura
Edifício de habitação
Evolução histórica
Habitação contemporânea
Data: 11-Abr-2017
Resumo: A noção da mimese que se originou na Grécia e alcançou a sua realização ideal no classicismo e no neoclassicismo, esteve presente na base de toda a história da arte e da arquitectura. As idiossincrasias da concepção idealizada da imagem visível do mundo, foram o motor de uma contínua evolução. A transição para o século XX consumou uma enorme modificação estimulada pela paulatina negação/superação da mimese da realidade e pela procura de novos paradigmas de expressão no mundo da máquina, da geometria, da matéria, da mente e dos sonhos, com o objectivo de romper e diluir as imagens convencionais do mundo para accionar formas radicalmente inovadoras. Os recursos básicos dessa transformação fixaram-se nos mecanismos gerados pela abstracção para ultrapassar a mimese nas artes representativas: ideia, conceito, simplificação, elementaridade, justaposição, adição, fragmentação, interpenetração, simultaneidade, associação, colagem, simulação, ou ironia. A arquitectura do século XX foi mensurável dentro deste conglomerado orgânico da abstracção, sujeitando a casa a uma tensão de ordem espacial e estética. Inclusive a plausível redentora planta livre produziria o seu próprio tipo de tirania: muitas das casas do estudo foram segundas residências, desfrutadas numa atmosfera fora do marco da vida diária ou então manifestações domésticas para o próprio arquitecto. As mais habitáveis â?? as Casas; da Colina, Schrüder, Robie, Villa Mairea, Sarabhai, Eames, Barragán, Koshino ou Busk â?? conseguiram reconciliar espaço e estética, mas a distância entre as ideias que afiguram e a cultura ecuménica da casa permanece. A Casa Pedro Guimarães é a epígrafe do trajecto desta concepção idealizada pela história, a expressão critica da experiencia arquitectónica sobre a qual o arquitecto conservou uma interpretação aberta da vida, consistente com uma atitude existencial em que se tornaram presentes: racionalidade, confiança no conhecimento e na técnica, pragmatismo, sentido mundano de emancipação da realidade.
The mimesis concept, with origin in Greece and reached itâ??s ideal accomplishment, in the classicism and neoclassicism period, was present in all art and architecture History fundamentais. The idealist concept idiosyncrasy of the visible image of the world, were the engine of continues evolution. The transition to the XX century, consummated a huge modification stimulated by degrees negation/overcoming of the mimesis reality and searching for a new expression paradigms in the machine world, geometry, matter, mind and dreams, with the main goal to break and to dilute the conventional images of the world to setting in motion the radical and innovating shapes. The basic resources of that transformation were fixed in the mechanisms generated by the abstraction to cross a mimesis in the representativeâ??s arts: idea, concept, simplification, elementarily, juxtaposition, addition, fragmentation, interpenetration, simultaneously, association, pasting, simulation or irony. The XX century architecture was measured inside of this abstraction organic clustered, to subject the house of a spatial and aesthetic tension. lncluding the redeemer open space that will produce their own type of tyranny: in the study, many of these houses were second houses, enjoyer in the atmosphere outside of the daily life or for the personnel use for the architect. The most habitable â?? the houses; the Hill, Schroder, Robie, Villa Mairea, Sarabhai, Eames, Barragán, Koshino ou Bush â?? they get to reconcile space an aesthetic, but the distance between the ideas that they fancy and the ecumenical culture of the house, remains. The Pedro Guimarães house is the epigraph way of this ideal conception by the History, the critical expression of the architectonic experience on which the architect conserved one open interpretation of the live, consistent with an existential attitude that became present: rationaIity, trust on the knowledge and technique, pragmatism, worldly sense of reality emancipation.
Descrição: Dissertação de mestrado em Arquitectura.
URI: http://hdl.handle.net/11067/3180
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdf
  Restricted Access
5,87 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.