Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/317
Título: O imaginário de Luis Barragán : a construção de uma linguagem íntima
Autor: Pinto, Ana Catarina Sabino, 1989-
Orientador: Manoel, Bernardo de Orey, 1969-
Palavras-chave: Sentidos e sensações na arquitectura
Percepção do espaço
Barragán Morfin, Luis Ramiro, 1902-1988 - Crítica e interpretação
Data: 6-Set-2013
Resumo: A história do Homem balança entre uma realidade física e outra intangível. O mundo percebido através dos sentidos é compreendido no pensamento. O mito foi suporte espiritual para aceitar o desconhecido, permitindo assim o equilíbrio da nossa espécie. A extensão espiritual aumenta a experiência do ser do Homem pois, o pensamento é o meio de unir corpo e alma. As percepções sensíveis, absorvidas na experiência contribuem para a ampliação do imaginário. Este lugar, situado no inconsciente de cada um, funciona como um dicionário de referências. Luís Barragán, clamava por uma arquitectura emocional, capaz de impressionar pela sua simplicidade e beleza. O seu imaginário cruza a tradição e o modernismo com a arte e o mito. Através das texturas, das cores e da penumbra, o arquitecto procura uma arquitectura sensível que inspire o Homens a fazer um retorno ao essencial. (Ana Catarina Sabino Pinto)
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2013
Exame público realizado em 22 de Maio de 2013
URI: http://hdl.handle.net/11067/317
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_ana_pinto_dissertacao.pdfTexto integral172,43 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.