Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3169
Título: Habitação mínima como mecanismo de requalificação de vazios urbanos : o caso de Matosinhos
Autor: Magalhães, João Pedro Rodrigues
Orientador: Saraiva, Alexandra Maria Barros Alves Chaves Silva Vidal
Palavras-chave: Arquitectura
Arquitectura de habitação
Flexibilidade
Adaptabilidade
Minimalismo (Arquitectura)
Matosinhos
Data: 7-Abr-2017
Resumo: A temática da dissertação apresentada incide sobe a ligação entre o habitar mínimo e a cidade, principalmente na relação dos mesmos com os vazios urbanos. A proliferação de espaços vazios, nas cidades é um problema actual, tal como a necessidade de reutilizar estes espaços e libertar as periferias de novas construções, bem como requalificar as zonas mais antigas. Deste modo pensou-se na possibilidade de considerar o espaço habitacional mínimo, facilmente moldável e adaptável como uma solução viável. A temática proposta surge como resposta à vivência acelerada das grandes cidades, actualmente os utilizadores apenas utilizam as habitações para pernoitar ou como espaço de descanso diário, realizando a sua restante vida fora das quatro paredes. A habitação mínima com espaço, articulável e multifuncional, já foi alvo de estudo, por os mais variados motivos e pelos mais influentes arquitetos como Le Corbusier, Walter Gropius, Ernst May, entre outros. Assim sendo, definiu-se uma linha cronológica de análise do tema e da problemática, tendo o diagnóstico como limitador do ensaio projetual proposto. Espera-se com a presente dissertação relacionar o habitar mínimo e a cidade, mais concretamente a intervenção num vazio urbano da cidade de Matosinhos. Como resultado final, da investigação proposta, sublinha-se a proporção do vazio para com a cidade e da escala do homem para com a habitação, para a concretização de um projeto de habitação mínima na cidade de Matosinhos.
The theme of this dissertation focuses on the link between the dwelling minimum and the city, mainly in the relation them and urban voids. The proliferation of empty spaces in cities is a current issue, as the need to reuse these spaces and release the peripheries from new buildings, as well as requalify older areas. That way, the possibility of considering the minimum living space, easily adaptable as a reliable solution. The proposed theme emerges as the response for big cities speed up experiences, currently users only use their housing spaces to spend the night or as space of daily rest, performing their life activities outside the four walls. The mínimal housing with space, articulable and multifunctional, has already been targeted of study, by the most varied reasons and by the most influential architects,t such as Le Corbusier, Walter Gropius, Ernst May, among others. Like this being, a chronological line of analysis of the theme and the problematic was defined, having the diagnosis as limiting the proposed project. It is expected with the present dissertation to relate the mínimal dwelling and the city, more concretely the intervention in an urban void of the city of Matosinhos. As a final result of the proposed research, stresses the proportion between empty spaces and the city and from the scale of man to the dwelling, to the construction of a minimum housing project in the city of Matosinhos.
Descrição: Dissertação de mestrado em Arquitectura.
URI: http://hdl.handle.net/11067/3169
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdfDissertação de mestrado35,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.