Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3137
Título: Do quarteirão de Berlage ao quarteirão dos Almadas : estudo comparativo e aplicação de um modelo de continuidade ao quarteirão tradicional do Porto
Autor: Vasconcelos, Alda João Brilhante de Paiva
Orientador: Lima, Cláudia Sofia Gonçalves Ferreira
Palavras-chave: Arquitectura
Arquitectura e urbanismo
História da arquitectura
Morfologia urbana
Quarteirão
Porto
Amesterdão
Intervenção arquitectónica
Data: 5-Abr-2017
Resumo: A presente dissertação consiste num estudo comparativo das morfologias urbanas do Porto e Amesterdão, com o objectivo de aplicar os princípios estabelecidos por Berlage, em Amesterdão Sul, a um quarteirão das expansões almadinas do centro histórico do Porto. O espaço vazio interior dos quarteirões é um elemento urbano que consome uma grande extensão de solo, mas que não pode ser usufruído directamente pelos utilizadores da cidade, devido ao seu carácter privado. Como tal, a sua ocupação é espontânea e de carácter particular, impedindo o desenvolvimento unitário da cidade. No entanto, o conjunto dos logradouros do interior do quarteirão portuense tem um enorme potencial enquanto espaço de experimentação morfológica, e como elemento de transição entre a habitação e o espaço público das vivências sociais. Por outro lado, o quarteirão de Amesterdão Sul, que evoluiu ao longo de quatro fases, entre 1915 e 1940, foi o modelo para a desconstrução e reinterpretação da morfologia urbana europeia. Berlage estabelece um conjunto de princípios que estiveram na base das experiências arquitectónicas da primeira metade do século XX. Por esta razão, tomamo-lo como referência para a proposta de um novo modelo urbano, aplicável directamente ao caso da cidade do Porto. A investigação procede-se através do cruzamento de informação sobre a evolução urbana e tipológica de ambas as cidades, produção de registos gráficos in loco e análise de bases iconográficas documentais. Da investigação e experimentação, no caso de estudo, resulta o conjunto de premissas a considerar na intervenção em morfologias urbanas, que culminam num modelo de continuidade da morfologia tradicional do Porto, a aplicar em quarteirões do período iluminista e liberal.
Descrição: Dissertação de mestrado em Arquitectura.
Exame público realizado em 15 de Julho de 2014.
URI: http://hdl.handle.net/11067/3137
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de mestrado.pdfDissertação de mestrado63,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.