Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3136
Título: A dimensão experimental da arquitectura : o elemento da linguagem
Autor: Guimarães, José Luís da Costa Neto de Jesus
Orientador: Alves, Francisco Peixoto
Palavras-chave: Arquitectura
Experimentação
Data: 5-Abr-2017
Resumo: Propomos nesta tese, um estudo acerca da linguagem na dimensão experimental. Construímos esta investigação, alicerçada numa episteme crítica do experimentalismo na arquitectura , sustentada pelos "casos-de-estudo", nomeadamente, a Bauhaus, o movimento Archigram e o Metabolismo Japonês, bem como, através dos laboratórios da arquitectura, entendidos como lugares da experimentação, microscópios da inovação arquitetónica e tubos de ensaio da contemporaneidade, compreendidos como o suporte fenomenológico da experimentação na arquitectura, concretamente, o pensamento conceptual, o cinema e o teatro. Para a linguagem, descontruímos os compostos da arquitectura em sínteses elementares, designadamente, as partes constituintes do todo projetado ou contruído arquitetónico, formulando uma hipótese para a linguagem arquitetónica e para o seu elemento fundador, a unidade espaço/tempo transformada em elemento/elementarismo sensorial/signo/simbólico, entendida nesta investigação, como a "letra de todas as linguagens" da arquitectura, validada por um processo intuitivo, por uma metodologia científica experimental e pela Semiótica, enquanto suporte explicativo. Recorremos à arquitectura popular Portuguesa, como base textual e como crítica, mas também, como suporte metodológico à fundamentação de uma linguagem experimental da arquitectura, formulando um manifesto para a arquitectura experi(mental)encial, do qual emerge, "o contexto", como uma componente essencial. Propomos novos contributos investigativos, especificamente, para uma equação criativa experimental, ou para uma teoria da criatividade na arquitectura, mas como resultado fundamental, propomos, para a linguagem na dimensão experimental da arquitectura, uma dimensão sensorial/signo/simbólica para a linguagem experimental, entendida como uma estrutura indissociável do pensamento arquitetónico, sugerindo conclusivamente, uma interação entre tempo e espaço, numa diferente e complexa cumplicidade dimensional, influente no conceito de, arquitectura experi(mental)encial.
In this, it's proposed a study concerning the language in the architectural experimental dimension. This research was built, based on the critical episteme of experimentalism in architecture, supported by "case-studies" particularly the Bauhaus, the Archigram movement and Japanese Metabolism, as well as through the architectural labs, understood as experimentation locations, microscopes of architectural innovation and test tubes of contemporary, understood as the phenomenological support of experimentation in architecture, specifically the conceptual thinking, the cinema and the theater. For the language, the compounds of architecture have been deconstructed in an elementary syntheses, in particular, the component parts of the whole designed or architectural built, formulating a hypothesis for the architectural language and its founder element, the unit space/time transformed into element/elementarism/sensorial/sign/symbolic, understood in this research, as the "letter of all languages" in architecture, validated by an intuitive process, an experimental scientific methodology and the Semiotic, while explanatory support. We use the popular Portuguese architecture, as a textual and critical basis, but also as a methodological support to the foundation of an experimental language in architecture, formulating a manifesto for the experi(mental)encial architecture, from which emerges, "the context" as an essential component. We propose new investigative contributions, specifically, to an experimental creative equation, or to a theory of creativity in architecture, but as a fundamental result, we propose, to the language in the the architectural experimental dimension, a sensorial/sign/symbolic dimension for the experimental language, understood as an inseparable structure of architectural thought, suggesting conclusively, an interaction between time and space, in a different and complex dimensional complicity, influential in the concept of, experi(mental)ential architecture.
Descrição: Tese de Doutoramento em Arquitectura
Exame público realizado em 21 de Julho de 2016
Revisão por Pares: no
URI: http://hdl.handle.net/11067/3136
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:[ULF-FAA] Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tda_jose-guimaraes_tese.pdf
  Restricted Access
Dissertação1,35 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.