Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3110
Título: Reabilitação do património construído : Mosteiro S. Salvador de Paderne
Autor: Neves, Bruno Miguel Ferreira das
Orientador: Malheiro, Davide Miguel Guimarães
Palavras-chave: Arquitectura
Património arquitectónico
Preservação
Melgaço
Arquitectura religiosa
Mosteiros
Data: 31-Mar-2017
Resumo: Os edifícios rurais e urbanos classificados como património arquitectónico são obras de arte em que, desde há várias gerações, se desenvolveram culturas, hábitos e costumes únicos. Como tal, não devemos ignorar o seu passado, destruindo-o, pois estaríamos a apagar a nossa identidade colectiva. Tanto os costumes antigos como os hábitos actuais reflectem-se na própria história, e negar esta realidade é negarmo-nos a nós mesmos. O conceito de reabilitação é aplicado há largos anos, com especial incidência em edifícios patrimoniais ou em monumentos que, por si só, constituem obras de arte, Este conceito tem por base um processo de recuperação física e histórica do edifício. Nos últimos anos, a noção de reabilitação estendeu-se às grandes zonas urbanas, abrangendo edifícios mais simples, não classificados, em consonância com os conceitos de recuperação plasmados nas Cartas Patrimoniais de Atenas, de Veneza e de Cracóvia, que iremos analisar e desenvolver ao longo do presente trabalho. Isto fez com que o papel do arquitecto passasse a ser mais valorizado, por força das responsabilidades acrescidas que sobre ele impendem de recuperar, conservar e reabilitar o edificado, procurando, em simultâneo, manter as suas características originais. As zonas degradadas, por norma localizadas nos grandes centros históricos, apresentam uma imagem desoladora de abandono e degradação, quase sempre derivada da insuficiência económica dos particulares que possuem os imóveis e da ausência de políticas de intervenção por parte das autarquias locais. Contudo, existe uma obrigação moral de reabilitar estes edifícios, pois eles contam a nossa história e remetem-nos para as nossas origens. O Mosteiro de Paderne, sobre o qual iremos centrar a nossa atenção, não é excepção a este dever que nos cabe a todos, sendo merecedor de uma política de recuperação física e social susceptível de valorizar o património e o local onde está implantado. Para tal, exige-Se a definição de uma estratégia correctiva de recuperação do património, capaz de entender a relação do edifício com a envolvente, considerando as suas patologias e as soluções construtivas mais adaptadas à época. Deste modo, será possível devolver ao local e, por consequência, ao mosteiro, a sua história, entretanto esquecida, e os costumes mais característicos da população local.
Buildings classified as rural and urban architectural heritage, are works of art where several generations developed cultures, habits and customs unique. As such, we should not ignore their past because we are destroying it to erase our own history and our identity. For our current habits and customs are reflected in the history and deny it is negarmo us to own. The concept of rehabilitation is applied for years and is intended primarily for heritage buildings or monuments which alone constitute a work of art. Concept which is based on a process of physical recovery and historic building. ln recent years this concept has been extended by applying in large urban areas, covering buildings simplest unclassified. Based on concepts of recovery referred to in the letters equity Athens, Venice and Krakow we develop and analyze throughout the work. This has made the role of the architect was further valued for increased responsibilities to recover, conserve and rehabihtate the buildings trying to maintain its original characteristics. These degraded areas, generally located in the great historic centers have a picture of neglect and degradation. Sometimes due to lack of funds by individuals who own the property and lack of political intervention of local authorities. As such, we have a moral obligation to rehabilitate these buildings as tell our history and our origins. The monastery Paderne is no exception as this deserves a recovery policy thus enhancing physical and social heritage and where they deploy. To do this, you must create a strategy corrective recovery in order to understand the relationship of the building with its surroundings, studying their diseases and constructive solutions adapted to the time. Because this way we intend to return to the site and consequently the monastery its history and customs that characterize people who live there has so far been overlooked.
Descrição: Dissertação de mestrado em Arquitectura
Exame público realizado em 04 de Dezembro de 2013.
URI: http://hdl.handle.net/11067/3110
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de mestrado.pdf
  Restricted Access
71,14 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.