Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/3085
Título: A cidade enquanto paisagem em transformação : espaços urbanos alternativos - estratégias de atuação no início do séc. XXI
Autor: Ferreira, Nuno Miguel Antunes da Conceição, 1987-
Orientador: Mealha, Jorge, 1960-
Palavras-chave: Planeamento urbano
Espaços públicos
Renovação urbana
Data: 28-Mar-2017
Resumo: Este estudo é realizado com o objetivo de compreender, de que forma a sociedade, o tempo e o lugar ditam o desenho Arquitetónico e como este contribui para o modelo / modelação da cidade ‘contemporânea’. Para atingir esse objetivo, foi necessário rever teorias desenvolvidas durante a segunda metade do séc. XX, e inicio do séc. XXI no contexto Holandês, Inglês, Espanhol e Português. Será dado especial destaque às questões da morfologia e do tipo, passando também pelos planos urbanos, procurando estabelecer bases teóricas que permitam definir o Espaço Urbano. Numa segunda fase, afere-se um estudo de estruturas metropolitanas e das complexas dinâmicas a estas adjacentes. É definido então como prioridade os exemplos explicativos sobre as questões políticas e económicas, que originaram, num contexto de globalização, o aparecimento de estruturas metropolitanas policêntricas de modo a adaptar as cidades á diversidade das necessidades, integrando novos modelos de desempenho. É feita uma reflexão também sobre o estudo da densidade, mobilidade e do espaço público, a mistura de usos e as necessidades de alojamento, relacionadas ainda, com as questões económicas, políticas e sociais. Para tal, entende-se a necessidade de desenvolver um raciocínio de inteligência, com poder de inclusão, sustentabilidade e vontade de estar na dianteira do conhecimento. Este, é o mote para o presente e o futuro das cidades contemporâneas, que querem assim dar espaço para que se pense e produza respostas específicas para cada situação. Neste ambiente urbano imparável e em movimento, onde não existem barreiras à circulação de pessoas, bens, ideias e tecnologias, a força motriz é então o factor humano. Há, por isso, que (‘re’) criar, uma entidade onde a diferença seja valorizada; com as matérias desenvolvidas nesta Dissertação, seremos capazes de introduzir/produzir Cidades dentro de Cidades, criar ambientes diversificados, espaços urbanos mais confortáveis, mais atrativos e cómodos para a sociedade. Deste modo, colocou-se como questão de investigação: quais as principais estratégicas de atuação do início do século XXI, tendo como base a cidade enquanto paisagem em transformação e os espaços urbanos alternativos? Colocou-se como alguns objetivos principais, nomeadamente: determinar os novos paradigmas da prática arquitetónica do século XXI; identificar os pressupostos de uma cidade do século XXI; determinar como se (re) cria uma cidade do século XXI; identificar o papel da sustentabilidade como fator principal da construção de cidades do século XXI.
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2016
Exame público realizado em 17 de Março de 2017
URI: http://hdl.handle.net/11067/3085
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_nuno_ferreira_dissertacao.pdfDissertação3,55 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.