Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2986
Título: O rebaixamento da linha de caminho-de-ferro : o vazio criado em Espinho
Autor: Dias, Mário Diogo Barbosa
Orientador: Diogo, Patrícia Xavier
Palavras-chave: Arquitectura
Planeamento urbano
Espinho
Espaços urbanos
Vazios urbanos
Morfologia urbana
Caminho-de-ferro
Data: 21-Mar-2017
Resumo: A cidade de Espinho esteve dividida durante quase um século pela via-férrea, tal característica refletiu-se numa divisilo do espaço urbano, tendo originado diversas ruturas nas reiaçôes sociais, resultado de diversos conflitos de interesses e uma autêntica separação da população envolvida. O recente rebaixamento da linha de caminho-de-ferro que durante décadas dividiu o espaço físico e psicologicamente a cidade de Espinho, não serviu de elemento de unificação. Atualmente é um espaço sem função, que se traduz num espaço vazio sem objetivo e sem capacidade de preencher as necessidades urbanísticas e sociais da cidade. Assim, o principal objetivo do presente estudo foi analisar e compreender qual o papel e as possíveis soluções para o vazio urbano criado em Espinho pelo processo de rebaixamento da via-férrea e respetivo impacto na paisagem desta cidade. Do ponto de vista metodológico, o presente estudo assenta, simultaneamente, num recorte temático (ferrovia), num corte físico (área do estudo) e num rasto temporal (situação atual permeada pelos remanescentes do passado) da cidade de Espinho. Confirma-se que os espaços vazios dentro de uma cidade desempenham um papei fundamentai, no seio da população que a habita, ou seja, torna-se imprescindível para Espinho tomar o vazio inútil, deixado após o rebaixamento da via-férrea, num vazio útil. Este espaço deve contribuir para o desenvolvimento de uma nova centralidade, assumindo uma nova dimensão e utilização. Assim, passaremos a percecionar o espaço púbico não apenas de passagem, mas um espaço de permanecia, para tal é necessário que reúna as características necessárias para convidar as pessoas a permanecerem e, simultaneamente a sentirem-se bem.
The city of Espinho was divided for nearly a century by the railway, this characteristic reflected a division of the urban space, and led to several discontinuities in social relationships, a result of various conflicts of interest and a genuine separation of the population involved. The recent Iowering of the railway that for decades divided the space physically and psychologically of the city of Espinho, didn’t serve as a unifying element. Currently it’s a space without function, which translates into an empty space with no purpose and no ability to meet the needs of urban and social city. Therefore, the main objective of this study was to analyze and understand the role and potential solutions for the urban void created in Espinho by the lowering process of the railway and its impact on the landscape of this city. From the methodological point of view, this study is based both on a thematic focus (railway), a physical division (the study area) and a temporal trail (current situation permeated by the remainings of the past) of the city of Espinho. It is confirmed that die empty spaces within a city play a key role within the population diat lives there, that is, it is essential to Espinho to transform the useless empty, left after the lowering of the railway, in a useful void. This space must contribute to the development of a new conter, assuming a new dimension and usage. Therefore, we will perceive the public space not just as “a passing through space”, but as a space to stay, this will requires meeting the necessary characteristics to invite people to stay and, simultaneously to make them feel good.
Descrição: Dissertação de mestrado em Arquitectura.
URI: http://hdl.handle.net/11067/2986
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdf
  Restricted Access
17,52 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.