Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2923
Título: O edifício moderno de gaveto : caso do edifício Hotel Infante Santo (Lisboa 1960) e o caso do edifício Carvalho e Freitas - Mobil (Luanda 1950)
Autor: Monteiro, Eliana Alexandra Gonçalves, 1986-
Orientador: Azevedo, Orlando Pedro Herculano Seixas de, 1963-
Palavras-chave: Edifícios - Portugal - Lisboa
Edifícios - Portugal - Luanda
Hotel Infante Santo (Lisboa, Portugal)
Edifício Carvalho e Freitas (Luanda, Angola)
Lisboa (Portugal) - Edifícios, estruturas, etc.
Luanda (Angola) - Edifícios, estruturas, etc.
Data: 15-Mar-2017
Resumo: Durante o domínio colonial português em Angola, a arquitectura praticada espelhou o que de melhor se fez enquanto arquitectura Moderna nos trópicos. Em busca do entendimento da liberdade plástica em Luanda e em Lisboa, suscitou-nos interesse estabelecer uma leitura crítica perante 2 casos de estudo que partissem da mesma premissa para nos propormos a uma leitura comparativa. Posicionados geograficamente em lugares distintos, Lisboa e Luanda, mas partindo do mesmo estilo arquitectónico e temporalidade, obtiveram resultados tão distintos que até hoje nos suscita interesse, sendo espelho de outras obras contemporâneas. A presente dissertação tem também por objectivo realçar a relevância do património arquitectónico pouco divulgado, no intuito da sua valorização e preservação. Prima também por dar a conhecer à Luz do Mundo a importância do papel desempenhado por arquitectos modernistas também pouco divulgados, que tanto realizaram obras em Portugal como no domínio português do seu tempo. Para compreensão e leitura crítica dos arquitectos, João Garcia de Castilho e Alberto José Pessoa, selecionamos dois edifício de gaveto que nos permitissem comparativamente estabelecer relações entre linguagens arquitectónicas, enquanto facto de estudo. Estes edifícios de gaveto inseridos numa malha urbana metropolitana, cronologicamente situados entre os anos 50 – 60 do Séc. XX; especificamente: o Edifício Móbil (1950) e o Edifício Hotel Infante Santo (1957), enquadrados na Arquitectura Moderna e de Estilo Internacional.
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2016
Exame público realizado em 6 de Março de 2017
URI: http://hdl.handle.net/11067/2923
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_eliana_monteiro_dissertacao.pdfDissertação253,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.