Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2906
Título: Arquitectura parasita como motor de intervenção em lugares em pausa
Autor: Sousa, Elsa Maria Cerqueira
Orientador: Alves, Francisco Peixoto
Lemos, Maria da Assunção Oliveira Costa
Palavras-chave: Arquitectura parasita
Reabilitação urbana
Data: 13-Mar-2017
Resumo: Verificamos hoje, uma cultura actual cimentada em valores mediáticos, sustentados pelo encurtamento das distâncias, pela instantaneidade das experiências e pelo esbatimento do sentido de pertença. Por outro lado, a mudança de paradigma em vários países europeus, com a criação de normas que oferecem incentivos à transformação do existente e que, restringem a construção do novo, iniciou o desenvolvimento de estratégias capazes de actuar sobre as pré-existências dotando-as de contemporaneidade. Sustentados pela ideia de que a arquitectura está sempre relacionada com as condições particulares, história e significados de cada situação, bem como ligada a um espaço e tempo concretos, a nossa interrogação prende-se com o modo como a arquitectura contemporânea pode, de forma responsável, encontrar o seu lugar quando actua sobre pré-existências. É neste sentido que surge, no âmbito deste trabalho, os conceitos de lugares em pausa e arquitectura parasita. O primeiro, apresenta características específicas que julgamos ser importantes compreender e preservar e que, por outro lado, constituem uma oportunidade para tornar as cidades organismos mais vivos e intensos. Simultaneamente, consideramos também pertinente compreender como, enquanto arquitectos contemporâneos podemos encarar a intervenção nestes lugares, estabelecendo um diálogo a partir de uma arquitectura actual (formal, funcional e construtivamente). O contributo deste trabalho pretende ser assim o de compreender como a arquitectura parasita se pode constituir como uma oportunidade e possibilidade de actuação nestes lugares em pausa, reconfigurando e resgatando-os para a contemporaneidade, podendo desta forma ser entendida como um motor de dinamização. Para tal, procuramos com o desenvolvimento do presente trabalho e através do recurso e análise a vários autores e casos exemplares, entender o que são lugares em pausa, quais as suas características específicas, e que papel e possibilidades apresentam para a cidade. Mais do que assumir e reafirmar a necessidade de reabilitação e revitalização da cidade histórica ou consolidada, interessa-nos sobretudo compreender a oportunidade que estes espaços constituem, e perceber como a arquitectura parasita pode desempenhar um papel fundamental nesse processo.
We witness nowadays, an actual culture based in mediatic values, sustained by the shortenin of distances, the immediacy of the experiences and the fading sense of belonging. On the ohter hand, the paradigm shift in many european countries, with the creation of rules that motivate the transformation of the existing and restrict the construction of new buildings, started the development of capable strategies to act on preexisting buildings providing them with contemporaneity. Sustained by the idea that arcgitecture it's always related to the conditions, history and meanings of a specific situation, as well as, it is connected to a concrete time and space, our main question it's related to how contemporary architecture can, in a responsable way, find it's place when acting on pre-existing buildings. In this way, arises in the context of this work, the concepts of places on pause and parasite architecture. The first, have spcefific characteristics that we think important to understand and preserve and, on the ohter hand, constitute an opportunity to transform cities into more intense and living organisms. Simultaneously, we also consider relevant to understand how we can intervene in these places, as contemporary architects establishing a dialogue from an contemporary architecture (formally, functionally and constructively). Therefore, this dissertation aims to be a contribute to understand how parasite architecture can be an opportunity and possibility for acting in these places on pause, reconfiguring and rescuing them for contemporaneity, understood as an engine of dynamization. Therefore, we seek through the development of this work and by using and analyzing several authors and exemplary cases, to understand what places on pause are, what are their specific charahteristics, and what role and possibilities they feature for the city. Rather than take on and reaffirm the need for rehabilitation and revitalization of historic or consolidated city, our major interest is to understand the opportunity that these spaces are, and realize how parasite architecture can play a key role in this process.
Descrição: Mestrado Integrado em Arquitectura
Exame público realizado em 2 de Junho de 2016
Revisão por Pares: no
URI: http://hdl.handle.net/11067/2906
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULF-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
460_mia_elsa_sousa_dissertacao.pdfDissertação58,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.