Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2900
Título: Rio enquanto espaço de mediação entre margens : Lisboa e o rio Tejo
Autor: André, Catarina Maria Girão Gravata Valério, 1986-
Orientador: Manoel, Bernardo de Orey, 1969-
Palavras-chave: Frentes marítimas - Portugal - Lisboa
Renovação urbana - Portugal - Lisboa
Data: 10-Mar-2017
Resumo: A estética da paisagem, particularmente da paisagem urbana ligada à água e às frentes ribeirinhas constitui uma temática actual. Origina intervenções no âmbito da requalificação e reconversão desses lugares. O rio, enquanto elemento natural, deixou de ser encarado como um limite da cidade mas antes um espaço de transição entre margens, de proximidade e afastamento. A presente dissertação surge na sequência do trabalho da cadeira de Projecto III, por ter sido o culminar da linha de pensamento que nos guiou durante o 5.º ano. A proposta foca-se na perspectiva de um rio como espaço de mediação entre margens. Desde os tempos antigos em que vemos representadas as naus que cruzam e navegam o rio Tejo até à actualidade onde nos deparamos com projectos como o terminal de cruzeiros de Lisboa, cuja finalidade é promover a aproximação e ligação quer entre as margens quer como o mundo.
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2012
Exame público realizado em 24 de Janeiro de 2013
URI: http://hdl.handle.net/11067/2900
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_catarina_andre_dissertacao.pdfDissertação358,56 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.