Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2838
Título: Acompanhamento psicológico de vítimas de violência doméstica
Autor: Resende, Óscar Manuel dos Santos Carreira
Orientador: Ramos, Mariana Costa Brandão de Moura
Soares, Sara
Palavras-chave: Psicologia
Psicologia clínica
Violência doméstica
Aspectos Psicológicos
Intervenção psicológica
Intervenção psicológica
Intervenção
Data: 20-Fev-2017
Resumo: A elaboração deste relatório insere-se no plano curricular do 2° Ciclo de Estudos conducente ao grau de Mestre em Psicologia Clínica na Universidade Lusíada — Porto — no ano lectivo 2010/2011. Este relatório constitui o produto do trabalho e pesquisa realizada no âmbito do estágio efectuado na Associação Democrática de Defesa dos Interesses e da Igualdade das Mulheres (A.D.D.I.M.), no Porto. A área privilegiada do meu estágio foi a Psicologia Clínica na temática de violência doméstica. A violência conjugal é, no contexto da violência doméstica, entendida como aquela que ocorre entre cônjuges ou pessoas envolvidas em relações similares da intimidade amorosa, (como por exemplo: uniões de facto implicando, ou não, coabitação) constituindo-se como uma das formas mais recorrentes da violência familiar, É uma problemática extensamente difundida, afectando as sociedades de forma transversal (Manita, Ribeiro, & Peixoto, 2009). A violência conjugal/doméstica assume a forma de um comportamento intencional, em que o indivíduo agressor tem como finalidade controlar e exercer poder e autoridade sobre a vítima. É frequente as vítimas de violência conjugal sentirem-se fragilizadas, desvalorizadas, assustadas, deprimidas e com baixa auto-estima. Qualquer pessoa pode ser vítima de violência doméstica, independentemente do sexo, idade, escolaridade, situação económica e profissional, condição social, orientação sexual, cultura ou religião, o que também é válido para os agressores. Do ponto de vista do género, as vítimas tendem a ser predominantemente do sexo feminino e os agressores, maioritariamente, do sexo masculino segundo a bibliografia pesquisada (Manita, Ribeiro, & Peixoto, 2009). Em Portugal, o crime de violência doméstica é crime público, o que significa que qualquer pessoa o pode denunciar, mesmo o próprio vizinho. As autoridades que tenham conhecimento próprio ou por denuncia da ocorrência deverão tomar conta da mesma e comunicá-la ao Ministério Público, para instauração de inquérito. Deste modo a A.D.D.LM. tem como finalidade acolher temporariamente, as vítimas de violência doméstica e os seus filhos menores tendo em vista a protecção da sua integridade física e psicológica. Proporciona às vítimas e aos seus filhos as condições necessárias à sua educação, saúde e bem-estar, num ambiente de tranquilidade e segurança. Promove a aquisição de competências pessoais, profissionais e sociais das vítimas de violência doméstica e tenta proporcionar através de mecanismos adequados, a reorganização das suas vidas, visando a respectiva reinserção familiar, social e profissional. Este estágio teve como objectivo principal, permitir o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos ao longo de 5 anos de teoria e conhecer a realidade prática da psicologia. Foi sem dúvida alguma, uma oportunidade única, de “experimentar” e aplicar o conhecimento adquirido e apreendido na formação académica. Enquanto estagiário de psicologia propôs-me a adquirir competências para o desempenho de tarefas e de funções mais práticas, a desenvolver a capacidade reflexiva e criativa no contacto com o mundo do trabalho e com as pessoas, e a mobilizar os conhecimentos adquiridos nos diferentes conteúdos da formação académica em sintonia com a situação prática. O presente relatório é constituído por partes distintas.
Descrição: Relatório de estágio realizado no âmbito do mestrado em Psicologia Clínica.
Exame público realizado em 19-04-2012 pelas 12h00.
URI: http://hdl.handle.net/11067/2838
Tipo de Documento: Relatório
Aparece nas colecções:[ULP-IPCE] Relatórios

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatorio de estagio.pdf
  Restricted Access
2,64 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.