Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/276
Título: O espaço público como lugar de permanências múltiplas: Exposição do Mundo Português
Autor: Fonseca, Maria Margarida Simões Martins, 1981-
Orientador: Bonifácio, Horácio Manuel Pereira, 1951-
Palavras-chave: Exposição do Mundo Português, Lisboa, 1940
Espaços públicos - Portugal - Belém
Belém (Lisboa, Portugal) - Edifícios, estruturas, etc.
Data: 6-Jun-2013
Resumo: Em 1940 assinalou-se em Portugal o Duplo Centenário da Formação da Nacionalidade e da Restauração (1140 e 1640). A Exposição do Mundo Português foi o expoente máximo desta manifestação de nacionalismo apresentada pelo Estado Novo. Belém foi consagrado como um dos principais espaços de representação da nação e da imagem do Estado Novo, tendo sido o local escolhido para a implantação do certame, organizado em torno da então criada Praça do Império. Belém foi uma escolha intencional por trazer consigo notáveis momentos do passado da nação e da época dos Descobrimentos. Entendendo aquele recinto expositivo como um espaço público de permanências múltiplas (pelas várias intervenções que foi tendo ao longo dos séculos), abordámos a Exposição do Mundo Português a partir da sua intervenção na cidade, tendo em conta o que existia em Belém antes de 1940, à forma como se agiu sobre essas préexistências, os critérios considerados para a edificação do certame e o seu impacto naquele local. Para percebermos esta intervenção urbana analisámos duas vertentes: a primeira baseada na divulgação oficial do regime de Salazar para o período de duração do certame, a seguir, através de documentos diversos, analisámos a evolução urbana de Belém, enquadrando a Exposição, para percebermos o que existia antes, o que existiu durante e o que ficou destas Comemorações. Rapidamente percebemos que Belém era um lugar não urbanizado e disponível para receber o certame (que viria a requalificar aquela zona), porém, sujeito a necessárias demolições. A realidade é que o que foi demolido entre 1939 e 1940 correspondia ao núcleo urbano de Belém que remontava ao século XVI, com valor patrimonial, onde se concentravam as vivências dos belenenses. Além disso, as transformações ocorridas revelaram um certo imediatismo porque não perspectivaram um plano para Belém após a Exposição – o que se revelou com as décadas de abandono que se seguiram. No entanto, a Exposição do Mundo Português influenciou o carácter e a imagem daquele local. A Belém actual herdou a monumentalidade e a vertente expositiva, lúdica e turística do certame, adaptando-se à escala e desenho da Exposição.
Descrição: Mestrado integrado em Arquitectura
Exame público realizado em 15 de Maio de 2013
URI: http://hdl.handle.net/11067/276
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_maria_fonseca_dissertacao.pdfTexto integral18,88 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.