Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2586
Título: Saúde mental e a capacidade para o trabalho
Autor: Lima, Nádia Catarina Gonçalves Moreira, 1982-
Orientador: Oliveira, Jorge Manuel Costa, 1979-
Palavras-chave: Psicologia
Psicologia clínica
Saúde Mental
Teste psicológico : Inventário de Saúde Mental
Teste psicológico : STAIT - Y1 (State Trait Anxiety Inventory - Form Y1)
Data: 2-Set-2016
Resumo: Resumo: Introdução: A realização desta tese foi motivada pela necessidade de observar o resultado, em Portugal, da importância da saúde mental do indivíduo e o impacto que a mesma tem na capacidade para o trabalho. Estudos referem que a Saúde Mental influencia a capacidade para o Trabalho. Objetivos: Neste estudo pretendeu-se analisar estatisticamente o contributo da ansiedade, depressão e stress, e de que forma interferem na capacidade para o trabalho. Metodologia: Amostra não aleatória composta por 51 participantes, na empresa Remax Convictus, após consentimento informado por parte dos participantes, estes foram submetidos a um conjunto de testes psicológicos, adaptados à população portuguesa. Resultados: Os resultados mostram que existem diferenças estatisticamente significativas neste grupo de participantes, entre as variáveis ansiedade e depressão e a capacidade para o trabalho. Conclusões: Conclui-se que a Saúde Mental influencia a Capacidade para o Trabalho, considerando as variáveis deste estudo, e os resultados obtidos pelo mesmo.
Abstract: Introduction: The realization of this thesis was motivated by the need of observing the result, in Portugal, of the importance of the individual mental health and the impact of it in the ability to work. Studies show that Mental Health influences the ability to work. Goals: In this study we intend to statistically analyse the contribute of anxiety, depression and stress, and in what way they interfere in the ability to work. Methodology: Non random sample of 51 elements, in Remax Convictus, after signing consent forms, they were submited to a set of psychological tests, adapted to portuguese population. Results: The results show statistically significant differences in the group, between the variables of anxiety, depression and stress, and the ability to work. Conclusions: Concludes that Mental Health interferes with the ability to work, considering the variables of this study, and the results of it.
Descrição: Exame público realizado em 2 Maio 2016.
URI: http://hdl.handle.net/11067/2586
Tipo de Documento: Relatório
Aparece nas colecções:[ULP-IPCE] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Mestrado.pdf
  Restricted Access
Dissertação de mestrado21,04 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy
Declaração de autorização.pdfDeclaração de autorização426,08 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.