Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2577
Título: Atitudes, práticas e conhecimentos de população com comportamentos de risco face ao VIH : alcoolismo e sem abrigo : casos clínicos
Autor: Santos, Claudino Manuel Leite da Cunha
Orientador: Ribeiro, Sílvia Maria da Rocha
Silva, Joana
Palavras-chave: Psicologia
Psicologia clínica
Alcoolismo
Intervenção psicológica
Data: 2-Set-2016
Resumo: A problemática do VIH/SIDA tem vindo ao longo dos anos a tornar-se responsável pela morte de milhares de pessoas, podendo considerar-se como uma das principais causas de morte em todo o mundo, não obstante esta panorâmica ter vindo a melhorar nos últimos anos, fruto possivelmente das campanhas de alerta e sensibilização para a transmissão da doença. Concretamente em Portugal, os recentes valores tornados públicos, apontam para uma média superior à europeia, embora estes resultados se tornem animadores, já que o aparecimento de novos casos tende a diminuir. A contração/transmissão da doença é sentida especialmente pelas populações com comportamentos considerados de risco, sendo exemplo os consumidores de drogas injetadas, assim como os/as trabalhadores/as sexuais e os homossexuais. A partilha de seringas e a atividade sexual sem utilização de preservativo são as principais causas de transmissão da doença. Nesta perspetiva, foi levada a cabo pela representação norte da MdM a submissão de um inquérito que pretendeu aferir as atitudes, práticas e conhecimentos face ao VIH, o qual foi dirigido ao seu público-alvo. Este inquérito teve duas fases distintas, atraindo a participação de 101 inquiridos. A primeira fase teve lugar no período compreendido entre novembro e dezembro de 2014, enquanto a segunda fase compreendeu o período de março a abril de 2015. Face às respostas dadas pelos inquiridos, foi possível constatar a dificuldade sentida por alguns na interpretação de algumas questões, assim como na desmistificação de ideias que estavam arreigadas e que era importante clarificar. O período que mediou entre a primeira e a segunda fase serviu essencialmente para responder a dúvidas, incutir boas práticas nos comportamentos diários e sensibilizar a população mais exposta à necessidade de ter sempre presente os aconselhamentos dados como forma de prevenir a doença. Se comparados e tendo por base os resultados brutos obtidos nas duas fases do inquérito, os obtidos na segunda fase parecem apontar para uma melhoria significativa nas práticas sexuais e de consumo numa percentagem importante entre os indagados. As alterações introduzidas nas práticas até aí instituídas vêm apontar uma tomada de consciência relativamente a comportamentos que eram tidos como “normais” ou destituídos de qualquer risco. Foi possível concluir que o trabalho desenvolvido produziu frutos, embora exista a convicção de que ainda existe um longo caminho a percorrer no que à problemática do VIH/SIDA diz respeito. Este relatório culminou com a apresentação de dois casos clínicos de pessoas sem-abrigo, alcoólicos, embora com vivências e percursos de vida diferenciadas, o que suscitou uma análise comparativa, salvaguardadas as devidas diferenças.
Abstract: The problem of VIH/AIDS has over the years become responsible for killing thousands of people and can be considered as one of the leading causes of death worldwide, despite this overview have been improving in recent years, possibly the result of alert and awareness campaigns for disease transmission. Specifically in Portugal, recent publicly available figures point to an average higher than in Europe, although these results become animators, as the appearance of new cases tends to decrease. The contraction / transmission of the disease is felt especially by people with behaviors considered risky, and sample consumers of injected drugs, as well as sexual workers and homosexuals. The sharing of syringes and sexual intercourse without condom use are the main causes of disease transmission. In this perspective, it was carried out by the north representation of MdM the submission of a survey intended to gauge the attitudes, practices and knowledge in relation to VIH, which was directed to it´s target audience. This survey had two distinct phases, attracting the participation of 101 respondents. The first phase took place in the period between november and december 2014, while the second phase covered the period from march to april 2015. In view of the answers given by respondents, there has been the difficulty experienced by some in the interpretation of some issues, as well as debunking ideas that were entrenched and it was important to clarify. The time interval between the first and the second phase was mostly to answer questions, instill good practices in everyday behaviors and sensitize those most the need to keep in mind the advice data as a way to prevent disease. Compared and based on the raw results obtained in the two phases of the investigation, those obtained in the second phase seem to point to a significant improvement in sexual practices and consumption in a significant percentage among the questioned. The changes introduced in the practices instituted come so far pointing an awareness regarding behaviors that until then were considered "normal" or devoid of any risk. It was concluded that the work bore fruit, although there is the conviction that there is still a long way to go as far as the issue of VIH/AIDS concerns. The report culminated with the presentation of two cases of homeless people, alcoholics, although with experiences and different life paths, which elicited a comparative analysis, while taking due differences.
Descrição: Exame público realizado em 11 de Dezembro de 2015.
Relatório de estágio realizado no âmbito do mestrado em Psicologia Clínica.
URI: http://hdl.handle.net/11067/2577
Tipo de Documento: Relatório
Aparece nas colecções:[ULP-IPCE] Relatórios

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatorio de estagio.pdf
  Restricted Access
Relatório de Estágio6,52 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.