Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2368
Título: O impacte social da reabilitação urbana em Addis Abeba : um exemplo singular de urbanidade em mutação
Autor: Beauquier, Jonas Serge Jean Claparède, 1990-
Orientador: Zúquete, Ricardo, 1963-
Palavras-chave: Renovação urbana - Etiópia - Addis Abeba
Gentrificação - Etiópia - Addis Abeba
Lideta (Addis Abeba, Etiópia) - Edifícios, estruturas, etc.
Data: 17-Mai-2016
Resumo: Addis-Ababa, capital da Etiópia, encontra-se numa fase de importante renovação urbana. A forte pressão demográfica e o recente desenvolvimento económico que o país tem vindo a conhecer, vem favorecer um novo sentido de segregação espacial à escala urbana até então inédita nesta cidade com cerca de quatro milhões de habitantes. A reabilitação do centro da cidade enfrenta várias realidades políticas e económicas que incentivam o realojamento dos seus habitantes mais desfavorecidos para áreas periféricas, com consequências sócio-económicas por vezes desastrosas. Embora pareça necessário reabilitar este conjunto urbano, composto por mais de oitenta por cento de habitações consideradas precárias e não dispondo dos serviços básicos, a preservação do capital social, económico e cultural dos seus habitantes não pode ser posto em segundo plano. O objeto deste estudo concentra-se sobre o centro histórico e o bairro de Lideta em particular. Mesmo que ele represente apenas 12% da superfície total da cidade, o centro histórico de Addis-Ababa reúne 40% da sua população, na maioria classe baixa. 70% da habitação é composta por imobiliário de arrendamento de baixo preço que pertence ao estado, no entanto encontra-se fortemente degradado. Situado dentro deste centro histórico, o bairro popular de Lideta é, segundo Alemayehu, objeto de numerosas preocupações por parte dos múltiplos atores desta renovação urbana intensa, quer sejam públicos, privados, com objetivos lucrativos ou associativos (Alemayehu, 2009, p. 943), Entre as perspetivas de melhoramento das condições físicas do seu habitat precário e o medo de uma provável Gentrification2, (Hamnett, 1984, p. 284) 3 os habitantes do bairro não aparecem senão como elementos secundários. Portanto, uma abordagem sensível dos seus habitantes e modos de vida, assim como das diferentes políticas e respetivos atores, desde a época do campo militar temporário estabelecido no fim do século XIX até à metrópole influente global de 2015, poderá talvez permitir projetar novas respostas viáveis.
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2016
Exame público realizado em 13 de Maio de 2016
URI: http://hdl.handle.net/11067/2368
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_jonas_beauquier_dissertacao.pdfDissertação21,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.