Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2337
Título: Interdependência entre ciclos económicos e integração financeira internacional
Autor: Trancoso, Tiago Alexandre Cardoso Alves
Orientador: Faria, Gonçalo Manuel Albuquerque Pereira Oliveira de
Palavras-chave: Ciclos económicos
Macroeconomia
Data: 9-Mai-2016
Resumo: A presente tese tem por objetivo investigar a evolução do nível de interdependência entre ciclos económicos e a sua relação com o processo de integração financeira internacional. Começamos por avaliar o nível de interdependência dos ciclos económicos, propondo uma abordagem inovadora que combina analise de rede com correlações dinâmicas. Documentamos um processo de interdependência económica transnacional crescente, transversal a todos os grupos de desenvolvimento económico, revelando uma aceleração significativa nos últimos anos (1996-2011). Este fenómeno, de tendência global, e a característica principal que molda a compacidade da rede económica global e e particularmente evidenciado pelo núcleo da rede, formado pelas economias desenvolvidas e por algumas economias de mercados emergentes. Embora as economias emergentes se tenham tornado motores importantes do crescimento global, os nossos resultados sugerem que estes países não formam um polo coeso na rede económica global. Prosseguimos com a investigação da relação entre interdependência dos ciclos económicos e integração financeira. Usando um modelo fatorial multivariado, documentamos que a integração financeira produz efeitos indiretos positivos fortes sobre a sincronização dos ciclos económicos (SCE), ao contribuir para maior integração comercial e aproximacão estrutural; a magnitude destes efeitos excede o efeito direto negativo encontrado. Estudamos também as dimensões internacionais da relação, propondo uma medida do nível de integração financeira global que permite destrinçar o efeito da integração financeira em dois canais: global e bilateral. Observamos que a integração financeira global e o determinante de maior impacto no comovimento do Produto ao nível mundial e que este impacto tem um sinal positivo. A dinâmica da SCE parece ser dominada pela intensidade das ligações financeiras na rede económica global, que mais do que compensa o efeito amortecedor proporcionado pela dinâmica vantagens comparativas bilaterais. Por fim, registamos que no plano global a relação é elevadamente bidirecional, na medida em que choques sobre o comovimento do Produto evidenciam um impacto significativo e persistente sobre o comovimento financeiro internacional.
Abstract: In this thesis we research the evolution of business cycles interdependence and its connection to the process of international financial integration. We begin by evaluating the degree of business cycle interdependence, proposing a novel methodological approach that combines network analysis and dynamic correlations. We find a process of increasing transnational economic interdependence within and across all groups of economic development over the past six decades, revealing a significant acceleration in recent years (1996-2011). This global trend phenomenon is the leading feature shaping the compactness of the global economic network and it shows to be particularly evident at the network core, composed by advanced economies and some emergent market (EM) economies. Although EM economies have become important drivers of global growth, our results suggest that these countries do not form a cohesive pole in the global economic network. We then proceed to research the interrelationship between business cycles interdependence and financial integration. Using a multivariate fatorial approach, we document strong positive indirect effects of financial integration on bilateral business cycle synchronization (BCS) running through trade integration and structural similarity. The magnitude of these positive indirect effects overrides the negative direct effect also found. We investigate the international dimension of the interrelationship by proposing a global financial integration measure which allows disentangling the financial integration effect in two channels, global and bilateral. We find that global financial integration is the determinant with higher impact in global GDP comovement and that impact has a positive sign. We conclude that BCS dynamics seems to be dominated by the strength of the financial links in global economy network which more than compensates the smoothing effect from bilateral comparative advantages dynamics. Finally, we find that the interrelationship is highly bidirectional at the global level, as shocks to global output comovement show a significant and persistent impact on international financial comovement.
Descrição: Tese de Doutoramento em Economia, Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão, 2014
Exame público realizado em 24 de Julho de 2014
Revisão por Pares: no
URI: http://hdl.handle.net/11067/2337
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:[ULF-FCEE] Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ARQ-TD_FCE-2.pdf
  Restricted Access
Dissertação2,64 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.