Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2120
Título: Prefácios do discurso arquitectónico desconstrutivista
Autor: Teixeira, Isabel Maria Malta
Orientador: Alves, Francisco Peixoto
Palavras-chave: Arquitectura
Teoria da arquitectura
Fases da arquitectura
Património arquitectónico
Mosteiro Santa Clara
Vila do Conde
Data: 7-Abr-2016
Resumo: Se nem toda a construção é arquitetura, nem toda a arquitetura é somente e apenas construção. Deste modo, é igualmente válido que desconstruir não é simplesmente o oposto de construir, desconstruir é não aceitar preconceitos, é superar dicotomias e limites, é construir através de diferentes lógicas, é, sobretudo, contestar as ideologias e as verdades institucionalizadas no pensamento ocidental dos últimos séculos. Posto isto, entendeu-se que o principal objetivo desta dissertação foi consciencializar, refletir e revelar a essência do pensamento da Desconstrução e a sua influência na materialização de uma arquitetura que correspondesse às exigências e padrões do homem e da sociedade Contemporânea. Uma arquitetura que evidenciasse os valores e a liberdade da vida e da arte, uma arquitetura que foi a base de sustentação teórica, prática e conceptual para o exercício de projeto em Vila do Conde. Para o efeito, apresenta-se uma análise e uma profunda reflexão sobre os principais conteúdos teóricos e ideológicos que influenciaram, construíram e fundamentaram o Desconstrutivismo identificando-o como parte da grande narrativa de produção arquitetónica da Pós-Modernidade. Da teoria do Caos, à expressão artística da Vanguarda e Neovanguarda, à filosofia Estruturalista e Pós-Estruturalista, refletiu-se, particularmente nos percursos de Peter Eisenman e Bernard Tschumi, os prefácios que viriam a fundamentar o pensamento, os conceitos e as bases metodológicas desta arquitetura. Todo este momento introspetivo e crítico, com uma maior amplitude na arte, inaugurou o debate e a polémica da Pós-Modernidade sendo, contudo com a filosofia da Desconstrução que melhor se verá estas estratégias aplicadas à arquitetura. Reconhecendo a pertinência intelectual e teórica dos filósofos Jaques Derrida e Gilles Deleuze, assiste-se a uma aproximação e abertura da arquitetura a outras áreas do conhecimento materializada em espaços metafóricos, muito mais complexos e expressivos. Acima de tudo, torna-se claro que o exemplo mais significativo da desconstrução na criação artística foi, indiscutivelmente, a arquitetura pela sua capacidade em expressar e espacializar os novos conceitos, dinâmicas e paradigmas socioculturais da época.
Abstract: If not all construction is architecture, likewise not all architecture is solely construction. Therefore, it is equally valid to say that to deconstruct is not simply the opposite of constructing, Deconstructing is not accepting the norm, it is surpassing dichotomies and limits, it is building through different logics, it is above all, about questioning ideologies and the institutionalized truths of Western-thinking present in the last centuries. We are of the opinion that the main goal of this dissertation is to raise awareness to reflect and reveal the essence underlying Deconstruction and its influence on the materialization of an architectural-style that matches the demands and standards of man and contemporary society. Architecture that reflects the values and freedom of life and art, an architecture that served as the theoretical support and practical framework for the design exercise in Vila do Conde. In this regard, we present an analysis and deep reflection of the main theoretical and ideological concepts that influenced, built and underpined Deconstructivism, identifying it as part of the larger architectural production narrative of Post-Modernity. Moving on from Chaos Theory to Vanguard and Neovanguard artistic expression, through the philosophies of Structuralism and Post-Structuralism, we reflected mainly on the life and work of Peter Eisenman and Bernard Tschumi, principles that came to support the thinking, the concepts and the methodological foundations of this architectural-style. All this reflection, with greater scope on art, opens up the debate and controversy concerning Pos-Modernity where the philosophy of deconstructing best shows these strategies as applicable to architecture. Thus, through queries of Jaques Derrida and Gilles Deleuze, we arrive at a proximity between philosophy and art, architecture and life. In fact, it became clear that the most significant example of deconstruction in artistic creation is architecture, without any doubt, due to its ability to express new concepts and the sociocultural dynamics of society at the time.
Descrição: Exame público realizado em 29 de Fevereiro de 2016.
Dissertação de mestrado realizada no âmbito do Mestrado em Arquitectura.
URI: http://hdl.handle.net/11067/2120
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de mestrado.pdfDissertação de mestrado15,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.