Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/2098
Título: Psicologia clínica em contexto criminal : uma resposta estruturada para a reinserção social
Autor: Sousa, Tiago Moura de
Orientador: Ramos, Mariana Costa Brandão de Moura
Bernard, Isabel
Ferro, Cláudia
Palavras-chave: Psicologia Clínica
Reinserção social
Intervenção psicológica
Consulta psicológica
Data: 31-Mar-2016
Resumo: Em meados dos anos 60 um psicólogo de nacionalidade francesa chamado Marc Richelle colocou uma questão pertinente: “para quê psicólogos?” Segundo Richelie (1968, p7) a colocação de tal questão prendia-se com o facto do que ele considerava uma “inquietante proliferação de uma nova espécie”. A psicologia começava a afirmar-se e parecia oferecer uma solução diferente para a resolução dos conflitos sociais. Esta solução assentava na mudança do indivíduo e ao mesmo tempo na freservação da ordem social ou, pelo menos, produzia uma ilusão de que talvez, ao mudar o indivíduo, também mudaria a ordem social, como se a sociedade fosse uma soma de indivíduos (Deleule, 1972 citado por Martín-I3aró, 1996). Ilusão ou não, o comportamento dos indivíduos refleete-se visivelmente nas sociedades, não fossem estas construídas pelos próprios. Por este motivo, o psicólogo tem um papel fulcral na compreensão dos comportamentos dos sujeitos, contudo, o trabalho desenvolvido por estes profissionais é, ainda hoje, muitas vezes considerado, pelo conhecimento comum, como facultativo ou então é visto como uma “espécie” dispensável. A elaboração deste relatório visa precisamente contrariar este julgamento comum, apresentando o trabalho desenvolvido durante o período de estágio e valorizando a importância do papel do psicólogo na instituição em causa. O Estágio apresenta-se como uma oportunidade do aluno aplicar os seus conhecimentos teóricos à prática, desenvolver novas competências e conhecer a realidade do “mundo laboral” (correspondente à sua área de formação) de perto. Podemos considerar o presente relatório como fruto do trabalho desenvolvido ao longo de 900 horas de estágio na Equipa de Porto Penal 3—Vila Nova de Gaia. Procuraremoreflectir sobre a relaão da Psicologia Clínica e da Psicologia Forense no sistema judicial, salientando a relevância e importância crescente que o trabalho dos psicólogos nos tribunais vai assumindo (Gonçalves, 2010).
Descrição: Exame público realizado em 12 de Dezembro de 2012.
Relatório de estágio realizado no âmbito do Mestrado em Psicologia Clínica.
URI: http://hdl.handle.net/11067/2098
Tipo de Documento: Relatório
Aparece nas colecções:[ULP-IPCE] Relatórios

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatório de estágio.pdf
  Restricted Access
4,3 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.