Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1985
Título: Resistência psicológica, personalidade e psicopatologia em adolescentes
Autor: Pereira, Cristina Maria Oliveira da Silva
Orientador: Moreira, Paulo Alexandre Soares
Palavras-chave: Psicologia
Psicologia clínica
Avaliação psicológica
Personalidade
Resistência psicológica
Psicopatologia
Teste psicológico
Escala de Resistência Psicológica de Hong
Escala de Resistência Terapêutica de Dowd
Inventário do Temperamento e do Carácter para Jovens
Questionário de Autoavaliação para Jovens
Data: 1-Mar-2016
Resumo: A personalidade é uma organização que prediz diversos estados de saúde quer positivos quer negativos, como por exemplo a psicopatologia. Por outro lado, a resistência psicológica tem sido encarada como uma manifestação de personalidade normal (adaptativa com sentido de coerência), mas também como uma manifestação de psicopatologia. Por exemplo, na adolescência há uma sobreposição dos sintomas de perturbação do comportamento com sinais de resistência psicológica (um indivíduo resistente tende, por exemplo, a opor-se à autoridade); contudo, permanece por esclarecer se as manifestações de resistência na adolescência são melhor compreendidas como manifestações de psicopatologia ou como uma caraterística de personalidade normal do adolescente. O objetivo deste estudo foi descrever a relação entre a resistência psicológica, a personalidade e a psicopatologia. Os participantes deste estudo provêm de uma amostra de conveniência de 22 Agrupamentos de Escolas da Região Norte de Portugal, dos 8º e 11º anos de escolaridade. A resistência psicológica foi avaliada através da aplicação da Escala de Resistência Psicológica de Hong e da Escala de Resistência Terapêutica de Dowd; a personalidade foi avaliada através da aplicação da versão portuguesa do Inventário do Temperamento e do Carácter para jovens de Robert Cloninger e a psicopatologia foi avaliada aplicando o questionário de Autoavaliação para Jovens de Achenbach. No estudo verificou-se que existe correlação entre a resistência psicológica, a personalidade e a psicopatologia; através da análise dos dados constatou-se que os valores registados nas dimensões da personalidade não variaram com a idade dos participantes (8º ano e 11º ano); os participantes mais velhos (11º ano) apresentaram maior sintomatologia e propensão a psicopatologias e a dimensão da personalidade Procura de Novidade (NS) foi destacadamente identificada como fator preditor da resistência psicológica em todos os modelos de regressão linear múltipla computados.
Abstract: Personality is an organization that predicts several health states, both positive and negative, such as psychopathology. On the other hand the psychological resistance has been seen as an expression of normal personality (with adaptive sense of coherence), but also as an expression of psychopathology. For example in adolescence there is an overlap of symptoms of conduct disorder with signs of psychological resistance (a resistant individual tends to oppose, for example towards authority); however it remains unclear whether the manifestations of resistance in adolescence are best understood as manifestations of psychopathology or as a feature of normal personality of the teenager. The aim of this study was to describe the association between psychological resistance, personality and psychopathology. The participants of this study are from a convenience sample of 22 school groups from northern Portugal, from the 8th and 11th grades. Psychological resistance was assessed using the Hong Psychological Reactance Scale and Dowd’s Therapeutic Reactance Scale; personality was assessed by applying the Portuguese version of Robert Cloninger’s Junior Temperament and Character Inventory, and psychopathology was assessed using Achenbach’s Youth Self-Report. In this study it was found that there is a correlation between the psychological resistance, personality and psychopathology; by analyzing the data it was found that the values recorded in the personality dimensions did not vary with the age of the participants (8th and 11th); older participants (11th) had higher propensity to symptoms of psychopathology and the personality dimension of Novelty Seeking (NS) was prominently identified as a predictor of psychological resistance in all computed models of multiple linear regression.
Descrição: Exame público realizado em 27 Abril 2015.
Dissertação de mestrado realizada no âmbito do Mestrado em Psicologia Clínica.
URI: http://hdl.handle.net/11067/1985
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-IPCE] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de mestrado.pdfDissertação de mestrado640,97 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.