Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1981
Título: Resistência/reatividade psicológica, impulsividade, memória operatória e flexibilidade cognitiva em adolescentes
Autor: Brito, Sofia Regina Alves
Orientador: Moreira, Paulo Alexandre Soares
Palavras-chave: Psicologia
Psicologia clínica
Avaliação psicológica
Adolescentes
Avaliação da personalidade
Avaliação de comportamento
Teste Psicológico
Escala de Reatividade Psicológica de Hong
Escala de Reatividade Terapêutica
Inventário de Temperamento e Carácter Júnior (JTCI)
Escala de inteligência Wechsler para crianças (WISC III)
Escala de Inteligência de Wechsler para Adultos (WAIS III)
Teste Wisconsin
Data: 29-Fev-2016
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre a reatividade psicológica, a impulsividade (traço da personalidade) e funções executivas (memória operatória e flexibilidade cognitiva) em adolescentes. Participaram no estudo 213 adolescentes, da zona norte de Portugal, com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos de idade, inclusive, sendo 129 do sexo feminino e 84 do sexo masculino. Para a recolha de dados foi utilizado um questionário sociodemográfico, as Escalas de Reactividade Psicológica de Hong e da Reactividade Terapêutica de Dowd, que avaliaram a reatividade; o JTCI e o Stroop, utilizados para avaliar a impulsividade; a WISC III e WAIS III, para avaliar a memória operatória; e o Teste de Wisconsin, para avaliar a flexibilidade cognitiva. Os resultados mostraram associações positivas entre a reatividade e a impulsividade, mas não foi encontrada qualquer correlação entre a reatividade e a memória operatória. Quanto à flexibilidade cognitiva, foram encontradas correlações negativas entre a resposta emocional (reatividade) e os erros não perseverativos e correlações negativas entre a reatividade aos conselhos e a dimensão “falhas em manter a atitude” do teste Wisconsin. Estes resultados sugerem que a reatividade estará mais associada a traços da personalidade, como a impulsividade, e não tanto com funções executivas em adolescentes.
Abstract: This study aimed to examine the relationship between psychological reactance, impulsivity (personality trait) and executive functions (working memory and cognitive flexibility) in adolescents. This study analyzed 213 adolescents, in northern Portugal, with aged between 12 and 18 including, with 129 female and 84 male. For the data collection was used a socio-demographic questionnaire, Hong Psychological Reactance Scale and Dowd´s Therapeutic Reactance Scale, who evaluated the reactance; the Robert Cloninger TCI-J personality test and Stroop, used to evaluate the impulsivity; WISC III and WAIS III, for avaluate working memory; and Wisconsin Test, for evaluate cognitive flexibility. The results showed positive associations between reactance and impulsivity, but no correlation between the reactance and working memory was found. Regarding cognitive flexibility, negative correlations between the emotional response (reactance) and nonperseverative errors were found and negative correlations between the reactance to advice and the “failure to maintain the attitude” of the Wisconsin test. These results suggest that the reactance will be more associated with personality traits such as impulsivity, and not so much with executive functions in adolescents.
Descrição: Exame público realizado em 17 Julho 2014.
Dissertação de mestrado realizada no âmbito do Mestrado em Psicologia Clínica.
URI: http://hdl.handle.net/11067/1981
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-IPCE] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdf
  Restricted Access
Dissertação de mestrado604,31 kBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.