Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1918
Título: O vazio como gerador de vivências no quarteirão : o caso do centro histórico
Autor: Arcos, Ana Filipa Sá Pinto
Orientador: Alves, Francisco Peixoto
Melo, Ricardo Pereira Vieira de
Palavras-chave: Arquitectura
Desenho urbano
Quarteirão
Arquitectura e urbanismo
Vazios urbanos
Centro histórico
Regeneração
Data: 17-Fev-2016
Resumo: As cidades são o mais claro reflexo das vivências que um espaço organizado pode gerar. Neste estudo intitulado de “O vazio como gerador de vivências no quarteirão: o caso dos centros históricos”, abordamos dois tópicos distintos mas complementares – o vazio urbano e as suas diversas tipologias e a regeneração dos vazios do quarteirão do centro histórico actual - para o estudo inicial dos vazios urbanos nos centros de cidade, mais propriamente os vazios interiores dos quarteirões. Inicialmente, foram analisadas as várias tipologias de vazios que ao longo do tempo se foram gerando nos centros de cidade, distinguindo-se os que se encontram nos centros consolidados da cidade e os que se encontram nos centros dispersos das periferias, estudando o vazio como construção e o vazio como sobra. Ainda dentro do estudo das tipologias de vazios, emerge o confronto entre o vazio público e o vazio privado e a forma que assumem na vivência urbana. Os planos de referência de Haussmann e Cerdá, tornam-se ferramentas que apoiam de melhor forma a análise feita. Estudamos ainda, já mais centralizados no elemento vazio do quarteirão, de que forma o quarteirão e o seu vazio foram sofrendo mutações desde a Industrialização, passando pelo Modernismo e terminando na actualidade, com grandes transformações no tecido urbano que influenciaram fortemente a sua morfologia e as vivências neste espaço urbano. De forma a melhor enquadrar a imagem do estado do quarteirão do centro histórico actual, analisa-se finalmente as várias estratégias e teorias que se têm debruçado sobre esta temática, percebendo-se de que forma este espaço pode ser tratado para que o seu vazio interior se possa tornar a um espaço gerador de vivências. Os estudos de caso selecionados para uma maior reflexão sobre o tema, são os projectos de reabilitação realizados no Chiado, em Lisboa e no quarteirão das Cardosas, no Porto, percebendo-se de que forma afectaram as vivências destes espaços, o que têm em comum e o que os diferencia tanto. Culminando esta investigação com um ensaio projectual no centro histórico de Santa Maria da Feira, onde nos é possível repensar o seu centro na luz da temática estudada. Portanto, o estudo apresentado tem como finalidade abordar o quarteirão como um elemento potenciador de novas vivências e organizações espaciais na cidade, podendo este ser o elo conector de variados elementos neste espaço urbano.
Abstract: Cities are the clearest reflection of the experiences that an organized space can generate. In this study titled as “The empty quarter, experiences generator: the case of historical centers”, we address two distinct but complementary topics – the urban void and their various types and the regeneration of the block voids from the current historic center - for the initial study of urban voids in city centers, more specifically the inner empty blocks. Firstly, we analyzed here the varied types of voids that over time were generating in city centers, differing mainly those found in the consolidated city centers and those presented in the peripheries dispersed centers, studying the void as construction and void as spare. Even within the study of typologies of empty spaces, emerges the confrontation between the public and private void emptiness and the form they take on urban living. The plans of reference by Haussmann and Cerdá, became tools that support the best way the analysis. We also studied, how the block and, in turn its, void were suffering mutations since the Industrialization through the Modernism and ending on the current season, major changes in urban fabric that will influence in a big way its morphology and experiences in this urban space. In order to better frame the image of the state of the block from historic center of nowadays, finally we analyze the various strategies and theories that have focused on the theme, realizing how this space can be treated so that their inner emptiness can be return to a generator space of experiences. Case studies selected for further reflection on the topic are the rehabilitation projects conducted in Chiado, in Lisbon and in Cardosas quarter, in Porto, realizing how they affected the experiences of these spaces, which things they have in common and what differentiates both. This research culminated with a project-test in the historic center of Santa Maria da Feira, where it is possible for us to rethink its center in the light of the subject studied. So, the study presented here aims to address the block as an enabler of new experiences and space organizations in the city, which may be the link connector of varied elements in this urban space.
Descrição: Exame público realizado em 15 Maio 2015.
Dissertação de mestrado realizada no âmbito do Mestrado em Arquitectura.
URI: http://hdl.handle.net/11067/1918
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdf
  Restricted Access
Dissertação de mestrado11,29 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.