Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1917
Título: As vivências slow com casa pátio
Autor: Lourenço, Priscila Costa
Orientador: Alves, Francisco Peixoto
Melo, Ricardo Pereira Vieira de
Palavras-chave: Arquitectura
Arquitectura de Habitação
Casas com Pátio
Tipologia de habitação
Arquitectura contemporânea
Data: 25-Fev-2015
Resumo: Resumo: Na sociedade da revolução industrial - a era da máquina, com o aparecimento do relógio - iniciou-se uma obsessão pela velocidade, dando origem a um tipo de vida acelerada e stressante. Com o passar do tempo, a sociedade começa a adquirir consciência da sua realidade stressante e, consequentemente, surge a procura por uma solução que abrandasse este estilo de vida, e que gerasse uma melhor qualidade de vida. Nasce assim, o pensamento slow. Posto isso, estudamos o conceito de slow living e articulamos esta perspetiva com o conceito habitacional da casa-pátio. Seguidamente ensaiamos a projetação da mesma, com uma construção de caracter invertida, vivida para o seu interior, refletindo o mundo cada vez mais individual e alienado da cidade. Observa-se que slow e pátio surgem como formas de abrandamento do modo de vida da sociedade urbana, incentivando a uma vida mais calma, fora da poluição visual da publicidade, do consumismo e do stresse diário. Como resultado, conseguimos compreender a importância do pátio na construção de um tipo de habitação com a inserção de zonas verdes, ciclovias, espaços recreativos que estimulam um ambiente mais voltado para a natureza, refletindo para o ambiente interior da habitação, pelo facto de conter espaços verdes. Ao nível urbano, conseguimos obter vivências que potenciam a interação social e a introdução de hortas urbanas que proporcionam uma ligação da família ao meio natural. Da reflexão fundamentada, as casas-pátio possibilitam o refúgio do homem na habitação como forma de fugir à agitação, proporcionando a sua ligação à natureza.
Abstract: In the industrial revolution society - the machine age, with the appearance of the Clock, began an obsession with speed, providing a rapid and stressful life. Over time, society became aware of this stressful reality and consequently began searching for a solution that would soften this lifestyle, and which generates a better quality of life. Thus was born the slow thinking. That said, we studied the concept of slow living and articulate this perspective with the concept of patio-house. Consecutively was rehearsed the projection of the same, supported by the concept of living for itself, reflecting the increasingly detached and alienated city. We can observe that the words “slow” and “patio” appear as a way to slow down the life of the urban society, encouraging a quieter environment, away from the advertising pollution, consumerism and daily stress. Therefore we can understand the importance of the patio in the studied buildings, because, it provides green spaces, bike paths, recreational spaces that encourage a friendlier environment, reflecting a more natural atmosphere to the housing interior. To the urban level, we can achieve living experiences that increase social interaction, with the introduction of urban gardens that provide a family connection to the natural environment. In conclusion, the patio-houses allow man to refuge in the habitation as a way to escape from the bustle, providing at the same time a connection with nature.
Descrição: Exame público realizado em 25 Fevereiro 2015
Dissertação de mestrado realizada no âmbito do Mestrado em Arquitectura
URI: http://hdl.handle.net/11067/1917
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULP-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado.pdf
  Restricted Access
Dissertação de mestrado10,47 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.