Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1699
Título: Promoção de competências pessoais e sociais
Autor: Almeida, Filipa Marabuto Martinho de
Orientador: Ramos, Mariana Costa Brandão de Moura
Oliveira, Raquel
Palavras-chave: Psicologia Clínica
Intervenção psicológica
Promoção da saúde
Contribuição de psicólogo
Data: 27-Out-2015
Resumo: O presente relatório destina-se a descrever o estágio que decorreu na instituição Fundação portuguesa “A Comunidade Contra a SIDA”, no âmbito do Mestrado de Psicologia Clínica na Universidade Lusíada do Porto. Segundo o Colégio Oficial de Psicólogos (1988), a Psicologia Clínica é a especialidade que se ocupa por estudar o comportamento humano e os fenómenos psicológicos e relações da saúde e doença em diversos aspectos de estudo, prevenção, avaliação, tratamento psicológico e reabilitação, entendendo a saúde como um fenómeno biopsicossocial que é objecto da observação clínica e investigação científica abrangendo diferentes áreas de estudo e intervenção: individual, familiar, grupal e comunitária (Simón et al, 1999). A Psicologia da Saúde é, segundo Matarazzo (1980) “o conjunto das contribuições específicas, educacionais, científicas e práxicas da disciplina da Psicologia, para a promoção e manutenção da saúde, prevenção e tratamento da doença e disfunções relacionadas” (cit por Ogden, 1999, p18). Segundo Pérez Álvarez (1991), a Psicologia da Saúde é considerada como sendo uma extensão da Psicologia Clínica, pois está orientada para as consequências fisiológicas do comportamento e é uma especialização que está relacionada com a gestão de problemas psicológicos que podem originar problemas de saúde física, deixando os problemas psicológicos por si mesmo para a Psicologia Clínica (Simón et ai, 1999). A Psicologia da Saúde assenta no modelo biopsicossial intervindo a nível biológico, psicológico e social da saúde; actua na promoção e protecção da saúde, investigando e gerando programas para optimizar e manter a saúde baseados na adopção de hábitos e estilos de vida saudáveis. Através da prevenção primária intervém na doença ou com actuações sobre comportamentos de risco, tais como, abuso de substâncias, falta de descanso, sexo não protegido e risco de infecções sexualmente transmissíveis, Assim, como com o desenvolvimento de estratégias adequadas para a prevenção secundária (avaliação) e terciária (tratamento e reabilitação) da doença (Simón et ai, 1 999). No presente trabalho irão ser descritas as actividades realizadas no estágio, nomeadamente no âmbito da promoção e prevenção primária que são duas das áreas de aplicação características da psicologia da saúde. A promoção da saúde baseia-se na educação, no controlo de variáveis atitudo-motivacionais e afectivo-emocionais, na geração de hábitos e estilos de vida saudáveis, na aprendizagem de competências e habilidades. A prevenção da doença baseia-se no controlo de variáveis atitudo-motivacionais e afectivo-emocionais de risco, na modificação de comportamentos e hábitos de risco, assim como na prevenção de recaída (Simón et ai, 1999).
Descrição: Exame público realizado em 7 de Fevereiro 2011.
Relatório de estágio realizado no âmbito do Mestrado em Psicologia Clínica.
URI: http://hdl.handle.net/11067/1699
Tipo de Documento: Relatório
Aparece nas colecções:[ULP-IPCE] Relatórios

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Mestrado.pdf
  Restricted Access
Relatório de estágio2,44 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.