Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1679
Título: O jazigo-capela de António Lopes Figueira, reflexo do impacto emocional e visual da igreja de Rio Mau
Autor: Peixoto, Paula Torres
Palavras-chave: Túmulos - Portugal
Arquitectura religiosa - Portugal
Data: 26-Out-2015
Resumo: A saudade é um sentimento intrínseco ao processo emigratório que marcou de forma indelével tanto os que ficaram como os que partiram. Há estudos etnográficos em que estão bem presentes as marcas e a profunda saudade que os emigrantes levavam e deixavam nas suas terras. Autores como Jaime Cortesão1, salientam o facto da emigração para o Brasil, com todo o seu cortejo de trabalhos e saudades, constituírem um mote que o nosso povo integrou no seu cancioneiro, conferindo-lhe feição própria desde o séc. XVIII. António Lopes Figueira é um caso paradigmático do emigrante de sucesso com forte apego à terra natal, testemunhado pelo jazigo-capela que mandou edificar. De facto, a vontade de perenizar a relação afectiva à terra levou-o a erguer um jazigo- capela para a sua família no cemitério da freguesia de Rio Mau, onde nasceu, e que se apresenta, praticamente, como uma réplica da igreja românica daquela freguesia.
Descrição: Revista arquitectura Lusíada. - ISSN 1647-9009. - N. 6 (2.º semestre 2014). - p. 87-96
URI: http://hdl.handle.net/11067/1679
ISSN: 1647-9009
Tipo de Documento: Artigo
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] RAL, n. 6 (2.º semestre 2014)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RAL_6_9.pdf85,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.