Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1485
Título: Olhar para quem cuida : o impacto do cuidar nos cuidadores informais de idosos com demência
Autor: Martins, Luísa Maria Oliveira Pedro Ambrósio, 1987-
Orientador: Cardoso, Maria Júlia Faria, 1955-
Palavras-chave: Idosos - Cuidado e tratamento - Portugal
Idosos deficientes mentais - Cuidado e tratamento - Portugal
Cuidadores - Portugal
Serviço social com idosos - Portugal
Data: 26-Mar-2015
Resumo: O envelhecimento populacional constitui-se como um fenómeno que tem marcado profundamente a sociedade portuguesa e, associado a este, surgiram diversos problemas tais como o aumento de doenças crónicas e a dependência. Entre as patologias mais frequentes nos idosos destacam-se as demências, as quais têm tido um crescimento abrupto nos últimos tempos no nosso país, com consequências em diversos domínios da vida em sociedade e na vida familiar. Reconhece-se a importância dos cuidadores informais, especialmente da família, no apoio e prestação de cuidados aos idosos com demência, grupo populacional em que mais incide o problema. Contudo, importa avaliar de forma mais aprofundada o impacto do cuidar na vida desses cuidadores, por forma a pensar e organizar respostas que melhor atendam às suas necessidades. Na verdade, cuidar de um idoso com demência pode traduzir-se numa experiência de grande desgaste do ponto de vista afetivo, emocional, social e económico, exigindo a devida atenção da sociedade e dos meios académicos e profissionais. A presente investigação constitui, assim, um contributo para a avaliação do impacto do cuidar na vida dos cuidadores informais tendo-se, para tal, aplicado um inquérito por questionário a 20 cuidadores informais de idosos com demência, integrados na resposta social de Centro de Dia do Centro de Dia de Algueirão Mem Martins. Ao nível dos resultados, conclui-se que o ato de cuidar afeta a maioria dos cuidadores inquiridos em vários níveis da sua vida, apresentando um conjunto de dificuldades e de necessidades decorrentes da prestação de cuidados, confirmando-se que existe um caminho a percorrer neste domínio, de modo a que quem cuida não fique por cuidar…
Descrição: Dissertação de mestrado em Gerontologia Social, Universidade Lusíada de Lisboa, 2015
Exame público realizado em 25 de Março de 2015
URI: http://hdl.handle.net/11067/1485
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-ISSSL] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mgs_luisa_martins_dissertacao.pdfDissertação1,45 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.