Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1454
Título: Utopia, civilização ideal - a realidade do lugar que não existe : a esperança muito forte na fantasia da utopia
Autor: Pires, Fernando Jorge Gonçalves, 1978-
Orientador: Chaves, Mário João Alves, 1965-
Silva, Carlos Manuel Lampreia da, 1964-
Palavras-chave: Utopias
Arquitectura visionária
Internacional situacionista
Data: 5-Mar-2015
Resumo: A presente dissertação nasce da vontade de aprofundar conhecimentos acerca da Internacional Situacionista, o seu universo, influências e o seu legado na sociedade contemporânea. Este interesse surgiu em 2005, enquanto estudante do 4ºAno de arquitectura, numa pesquisa para a cadeira de projecto, deparei-me com um texto do artista plástico Leonel Moura, “Vagabundos” retirado do seu livro “Formigas, Vagabundos e Anarquia”. Este foi o texto que que me apresentou a Internacional Situacionista. Após a sua leitura, fui reunindo outros textos, livros, filmes e musica. A pesquisa, foi crescendo e o interesse acompanhou. Ambiciona-se por conseguinte, compreender a sua origem, essência e os conceitos sociais basilares da Internacional Situacionista. De modo a sedimentar e articular dos seus conceitos e influências com arquitectura de Rem Koolhaas, MVRDV e Bjarke Ingles Group, bem como com a sociedade contemporânea.
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2014
Exame público realizado em 25 de Fevereiro de 2015
URI: http://hdl.handle.net/11067/1454
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_fernando_pires_dissertacao.pdfDissertação45,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.