Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1426
Título: Construção no mundo real : respostas estratégicas para uma arquitectura de baixos recursos
Autor: Alves, Mariana Flor e Almeida Antunes, 1988-
Orientador: Costa, Jorge Virgílio Rodrigues Mealha da, 1960-
Lebre, Pedro Jorge Ribeiro Guedes, 1968-
Palavras-chave: Arquitectura - Aspectos económicos
Arquitectura - Planeamento
Lino, Raúl, 1879-1974 - - Crítica e interpretação
Data: 6-Fev-2015
Resumo: Nas sociedades em vias de desenvolvimento, a resposta arquitectónica ao problema do habitar é por vezes fortemente condicionada por uma contenção de recursos extrema. A vertigem de todos os processos de aculturação em movimento, os efeitos da mundialização e da disseminação das lógicas do capitalismo são factuais e tem sido factores relevantes, que influenciam a produção arquitectónica contemporânea. Paralelamente a uma actuação quase sem limites económicos verifica-se a necessidade de um reequacionamento na prática arquitectónica. A pesquisa de soluções de habitar adaptadas e sustentadas face a realidades concretas e a resposta aos anseios e lógicas de um enorme conjunto de populações desfavorecidas, tem vindo a crescer. É relevante caracterizar o papel desempenhado pelos arquitectos na reconfiguração dos espaços de habitar, bem como dos espaços públicos adjacentes ou confinantes. Procuram-se entender os mecanismos e a praxis que determine uma postura de contemporaneidade e simbiose. Esta praxis procura estabelecer nexos de reflexão com os processos da tradição associados aos modos de vida das populações, para quem as respostas são construídas. A presente investigação através de uma consciência da existência de uma arquitectura sem arquitectos pretende estudar também casos onde as soluções construtivas do individuo enquanto utilizador o fez elaborar espaços, que são meros resultados das necessidades mais imediatas e que por esta via surgem respostas como solução à sua própria habitação ou equipamentos essenciais. Nesta necessidade de apoio sem fronteiras surge o papel das entidades, estas têm revelado um papel imprescindível na promoção, na procura de soluções e respostas construídas que atendam às necessidades de uma determinada população, em qualquer ponto do globo. O estudo do papel das entidades pretende evidenciar a importância destas, enquanto elo de ligação e articulação entre: projectistas, as sociedades civis para as quais será realizada a intervenção e os respectivos órgãos governamentais ou não governamentais. A forma como actuam, a razão da sua motivação no apoio destas respostas e o que leva a potenciar o reconhecimento dos valores autóctones sociais e culturais, são conhecimentos indispensáveis à presente investigação. As respostas surgem através de estratégias e tendências de resposta como soluções construtivas, tanto para um habitar mínimo onde se evidencia a importância do papel do arquitecto na estratégia de contornar as condicionantes actuais, ou através de espaços de repetição, materiais locais, entre outras soluções. Assim como através de estratégias de soluções construtivas modulares com o processo de autoconstrução promovido pela arquitectura do individuo enquanto utilizador. Estes processos são também resultado dos condicionantes económicos, políticos e até mesmo religiosos de cada país. A arquitectura desta forma é como uma plataforma de transformação, como um suporte para novas realidades, modifica valores humanos inerentes ao acto de pensar e construir a resposta arquitectónica. Com a noção do peso da tradição no cruzamento com a inequívoca consciência da contemporaneidade dos respectivos autores, o valor do conhecimento, o domínio das tecnologias e a importância da vontade política na concretização de soluções adequadas para o problema de uma arquitectura, são as matérias da presente investigação.
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2014
Exame público realizado em 4 de Fevereiro de 2015
URI: http://hdl.handle.net/11067/1426
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_mariana_alves_dissertacao.pdfDissertação11,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.